Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Davidson Caldeira
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaias Caldeira
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz de Paula
Luiz Ortiga
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Ruth Tupinambá Graça
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

25/6/2014 - O goleiro Bruno, condenado por homicídio, já está na Penitenciária de Francisco Sá. Seus advogados dizem que é "meio caminho" para que volte a jogar, no caso em M. Claros. Esta possibilidade trará para a cidade:

»Fama
»Boa fama
»Má fama
»Péssima fama
»Não altera

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 



Jornalismo exercido pela própria população



Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar.
(Seja objetivo e escreva no menor espaço possível. Se preferir, coloque seu e-mail; se desejar, coloque também endereço e telefone. As mensagens - preferencialmente de inspiração noticiosa - serão publicadas a critério da redação. Textos que ferem as leis serão sumariamente descartados, assim como mensagens agressivas ou que pretendam apenas criar polêmica e discussão estéril.Pede-se, com empenho, que as mensagens não sejam redigidas em letra de caixa-alta (letras maiúsculas), que em linguagem de internet equivalem a falar gritando. As mensagens aqui postadas não representam a opinião do montesclaros.com; a responsabilidade pertence ao autor da mensagem).



Ir para mensagem N°:
Por data:

Mensagem N° 58805
De: Newton Data: Sex 28/5/2010 08:38:50
Cidade: montes claros
30/15. Vai manter-se neste patamar a temperatura em M. Claros até o começo da próxima semana. Máximas em torno de 30, mínimas em torno de 15. Temperaturas ainda próximas do Verão, e não de Outono, quase Inverno, que desembarcará dentro de 24 dias. No 21 de junho, véspera de S. João, os dias deixam de diminuir no hemisfério sul e voltam a crescer por 6 meses, até a véspera do Natal. É a cangorra exata do Cosmos, com Deus por trás - o Amor e a Perfeição. Outra coisa: a meteorologia vê, hoje, a chance de 5 milímetros de chuva em M. Claros, na próxima terça-feira. A meteorologia tem mais chance de acertar nos imediatos 3 dias. A terça ainda dista de 5 dias. Pode ser. Mas, é improvável. Oxalá.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58799
De: walter santos Data: Sex 28/5/2010 08:17:25
Cidade: montes claros
passei pelo triãngulo da impunidade, na avenida sanitária agora de manhã; parece q a boate vai se instalar lá mesmo; tem até um banner com a propaganda dos shows que serão realizados; 4 milhões???????? quero ser secretário também. vergonha!!!
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58796
De: Alberto Sena Data: Sex 28/5/2010 07:09:09
Cidade: Belo Horizonte
No ventre da Mãe Terra

Alberto Sena

Combinamos levantar às 5h. Um passaria na casa do outro. Juntos, íamos à Lapa Grande. Éramos amigos. Vários. Certamente, não me lembrarei de todos. Isto aconteceu há décadas, quando ir à Lapa Grande significava andar por trilhas no meio do mato, ouvir o canto de passarinhos logo cedo e até deparar com pequenos animais, como teiús, calangos, almas de gato, pássaro grande, de rabo comprido e vôo pesado.
Imagino: hoje a cidade já chegou à Lapa Grande.
Faziam parte do grupo: Marlúcio (“Brasa Mora”), Chico Gomes, Rubinho Sena, Reinaldinho, Madureira, Cícero Stru e outros. Como nós íamos precisar iluminar o interior da lapa e ninguém tinha lanterna, combinamos levar querosene para improvisar tochas e assim resolveríamos o problema da escuridão.
Cada um cuidou de fazer a sua matula e levar refrigerante, vinho, do tipo garrafão, naquela época, era o que se bebia; senão cerveja e cachaça, o que não era o caso de levar na excursão. E como era chique fumar, nós fumávamos, e cada um tratou de levar a sua dose de veneno. Fumávamos cigarros Minister, em embalagem branca com a marca em azul. Era atraente.
‘Brasa Mora’ passou lá em casa. Juntos, fomos à casa de Cícero Stru, próxima da minha, na Rua Corrêa Machado, esquina de Rua Dr. Veloso. Fomos à casa de Chico Gomes, na Rua Bocaiúva. E descemos a Rua General Carneiro para acordar Rubinho Sena e, em seguida, nos encontramos com os demais ali na Praça Dr. Carlos. Cada um levava sua sacola de mantimentos.
O sol de Montes Claros rachava paralelepípedos. Fomos andando, cada um querendo expandir mais a satisfação de estarmos indo passar o dia na Lapa Grande. As ruas da cidade estavam vazias de gente, de carro e de bicicleta. Saímos da cidade e fomos seguido trilhas rumo a Lapa Grande, sobre a qual se contavam histórias e aventuras mil.
Lá chegando, na entrada aprontamos as tochas. Cada um ficou com uma. Antes subimos numa elevação já dentro da lapa, logo na entrada. Houve quem subiu nela e não conseguiu descer do topo sem ajuda.
Acendemos as tochas e embrenhamos lapa adentro. Deparamos com morcegos, aparentemente não hematófagos. O morcego hematófago transmite a raiva. Toda noite ele vai ao mesmo lugar onde atacou o animal na primeira vez e fica grudado, sugando o sangue do bicho, transmitindo germes da doença mortal, também para o ser humano.
A Lapa Grande é dos melhores pontos turísticos de Montes Claros. Além dos mistérios que a lapa encerra, era agradável entrar pelos corredores e rastejar em alguns lugares aparentemente inacessíveis, para encontrar lá no fundo um rio de águas límpidas.
Não sei se o rio ainda existe. Aonde a cidade chega, infelizmente, a natureza desaparece porque o bicho homem põe as mãos cheias de dedos e estraga tudo.
Em um ponto onde todos tinham de rastejar por estreito túnel para atingir um dos salões da lapa, foi um deus-nos-acuda. Chico Gomes sofreu crise claustrofóbica, passou mal sem poder respirar. Íamos um atrás do outro. Como Chico estava mais ou menos no meio do grupo, a situação dele nos assustou. Mas não recuamos. Fomos incentivando o companheiro a seguir adiante até nos depararmos com um salão.
A exceção dos morcegos, nenhum animal nós encontramos. Vimos estalagmites, formações de baixo para cima; e estalactites, formações do teto para baixo, mas não tocamos em nada porque já tínhamos noção da importância de preservar os bens naturais. Encontramos o rio e experimentamos entrar na água. Gelaaadaaa!!!.
Incursionamos por vários ambientes da lapa e depois iniciamos a saída. Até que sair foi mais fácil do que entrar. Mas foi engraçado na saída. Rimos até doer a boca do estômago. Ao chegarmos do lado de fora, à luz do sol, um olhava para o outro e disparava a rir. Nem todos tinham ideia do que se passava, mas riam assim mesmo.
Houve crise de riso porque cada um tinha marcas nas narinas por ter respirado lá dentro da lapa a fumaça escura do querosene. Eram como dois canudos pretos nas entradas do nariz.
Chico Gomes, aliviado, crise de riso controlada, jurou nunca mais experimentar sensação tão estranha como a claustrofóbica, inda mais na Lapa Grande, no ventre da Mãe Terra.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58795
De: Maurício Data: Sex 28/5/2010 01:43:50
Cidade: Montes Claros
Ilustríssimo Sr. secretário de 1/2 ambiente: a boate sem teto (ou a céu aberto?) não nos deixa dormir, mais uma vez! Fica no triângulo da impunidade, longe dos exclusivos condomínios fechados. Examine que horas são. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58794
De: Danielle Queiroz Data: Qui 27/5/2010 19:22:05
Cidade: Caracas  País: Venezuela
Depois de ler as mensagens no mural sobre o cachorro Farao` e a historia do professor japones, fui assistir o filme com Richard Gere, e` emocionante!
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58793
De: Vaine Antunes Data: Qui 27/5/2010 19:16:45
Cidade: Montes Claros MG
E-mail: madaduda@hotmail.com
Estou emocionada após leitura da mensagem 58746, a relação do cão Faraó e o seu dono Diguila,que história linda... amizade verdadeira, intensa, sem interesses, apenas amor e companheirismo; hoje tão rara entre os seres humanos. Quero deixar aqui a minha homenagem a esse cão tão fiel e pedir aos familiares do Diguila, cuidem desse animalzinho, nele tem muito do filho e irmão de vcs. Estou emocionadíssima!!!!
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58790
De: Neto Data: Qui 27/5/2010 16:34:49
Cidade: Montes Claros
Está chegando ao fim o prazo para que as prefeituras (com mais de 100 mil habitantes) coloquem no ar os seus sites tornando públicas as despesas e receitas. A existência do site com informações transparentes tornou-se obrigatória através da Lei Complementar 131, um adendo à Lei de Responsabilidade Fiscal, aprovada pelo Congresso em 2009. Até o momento não há notícia de que a prefeitura de M. Claros tenha se movido para cumprir esta lei de transparência das contas públicas . O prazo está terminando.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58789
De: Prefeitura Data: Qui 27/5/2010 15:00:09
Cidade: Montes Claros
Inscrições para contratar 40 profissionais só até sexta, 28 - A Prefeitura (...) encerra, nesta sexta-feira, 28, as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de coordenadores (professores) e monitores (estagiários) para o Programa Segundo Tempo. O município acaba de celebrar com o Ministério do Esporte, o convênio (...)para a criação de mais 20 núcleos em Montes Claros, que vão atender mais 2 mil crianças e adolescentes. Por isso, mais 40 profissionais serão contratados, temporariamente, através do processo seletivo (...) São 20 vagas para a função de coordenador de núcleo. Os candidatos devem ter curso de nível superior de bacharel em Esporte ou licenciado/bacharel em Educação Física. Para a função, a carga horária é de 20 horas semanais, com remuneração mensal de R$ 900,00. Já as outras 20 vagas são para a função de monitor para atividades esportivas (monitor de núcleo), os candidatos devem ser estudantes de graduação matriculados do 1º ao 6º períodos em cursos de Educação Física ou Esporte. Para a função, a carga horária é de 20 horas semanais, com remuneração de R$ 450,00. O prazo de contratação é de 12 meses, conforme a necessidade do Programa, podendo ser prorrogada por até 12 meses.As inscrições relativas ao processo seletivo devem ser feitas através do formulário constante no edital, disponibilizado no site da Prefeitura de Montes Claros (www.montesclaros.mg.gov.br), pelo próprio candidato à vaga. Podem ser feitas também das 7 às 14 horas desta sexta-feira, 28, na Sala Geraldo Freire, localizada na avenida Doutor João Luiz de Almeida, 40, Centro, ao lado da Câmara Municipal. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58786
De: santos Data: Qui 27/5/2010 11:58:10
Cidade: moc-mg  País: brasil
E-mail: 99382896
Hoje durante inauguraçao de farmacia no centro da cidade,foi a poluiçao sonora que tomou conta.,na porta da referida farmacia e de dois carros de sons que chamaram a atençao...cade a policia para coibir estes abusos
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58785
De: Laís Data: Qui 27/5/2010 11:32:04
Cidade: Moc
Noto que há alguns anos este site brinda os leitores com a poesia de Augusto de Lima, para saudar a mais bela das noites de lua cheia do ano. A de maio. Para que não esqueçam (a lua cheia virá pontualmente às 20h09m de hoje, mando a poesia:

SERENATA [Augusto de Lima]

Plenilúnio de maio em montanhas de Minas!
Canta, ao longe, uma flauta e o violoncelo chora.
Perfuma-se o luar nas flores das campinas.
Sutiliza-se o aroma em languidez sonora.

Ao doce encantamento azul das cavatinas,
Nessas noites de luz mais belas do que a aurora,
As errantes visões das almas peregrinas
Vão voando a cantar pela amplidão afora...

E chora o violoncelo e a flauta, ao longe, canta.
Das montanhas, cantando, a névoa se levanta,
Banhada de luar, de sonhos, de harmonia.

Com profano rumor, porém, desponta o dia,
E na última porção da névoa transparente
A flauta e o violoncelo expiram lentamente.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58784
De: Ruy Data: Qui 27/5/2010 11:05:44
Cidade: Montes Claros
Enquanto os mais ricos entre os ricos se asilam em exclusivos condomínios fechados, onde estão protegidos, entre outras coisas, da insegurança e do barulho gerado propositadamente, o restante da população aguarda que a prefeitura de M. Claros firme o convênio com a PM e afinal inicie o prometido (e esperado) combate à epidemia de desassossego público, que empura ladeira abaixo a qualidade de vida da população. Agora, por último, vem a ameaça de que uma "boate itinerante" (???) vai se instalar no miolo de extensas áreas residenciais, e - mais grave ainda - bem perto do principal núcleo hospitalar da cidade. Se verdadeira a informação, o propósito também passa por cima de uma sentença judicial que, desde 1999, impede programaçõesão ruidosas naquele trecho, inclusive aquelas inspiradas pelo poder público. Se o desejo da "boate itinerante afinal vingar, por absurdo que seja, desafiando e triunfando sobre as leis, se a boate vier a exportar seu barulho eletrônico sobre a vizinhança desamparada e indefesa, será a pá de cal, definitiva, na esperança de que o problema seja enfrentado com eficácia em M. Claros, como prometem repetidamente os atuais responsáveis pela criticada Secretaria do Meio-Ambiente. (...) O desgaste à vista é enorme.(...) A propósito: as casas de recepção e os empresários do ramo, os responsáveis e consequentes, estão providenciando proteção acústica para seus estabelecimentos, convencidos de que mais perdem clientes descumprindo as leis. Outros, preferem migrar para áreas despovoadas, onde atividades ruidosas não gerem agressão aos vizinhos e obedeçam a lei. É um forte contraste com alguns, não muitos, que ainda tentam desafiar e burlar as respetidas regras de proteção à vida. O espírito da lei é exatamente este - proteger a Vida. E isto é inexorável, palavra que significa: inelutável, que não cede. Ao contrário, a reação pública tende a se ampliar.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58780
De: Carlos Data: Qui 27/5/2010 10:29:27
Cidade: Montes Claros
Anunciado que parte do pátio do Detran vai funcionar no bairro S. José. Antes, funcionou no Ibituruna. A tendência é que o serviço seja terceirizado. M. Claros tem 1500 carros apreendidos, a maioria no bairro Independência. Em junho, cerca de 650 motos apreendidas irão a leilão, o mesmo acontecendo com os carros, mas só no segundo semestre.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58778
De: Roy Chaves Data: Qui 27/5/2010 10:12:56
Cidade: Montes Claros/MG
Faleceu, na manhã desta quinta-feira, em Montes Claros, por falência múltipla, o empresário Edgar Santos, dono da concessionária Chevrolet. O velório será na Santa Casa, a partir do meio-dia, e o sepultamento está marcado para amanhã de manhã. Deixa a viúva Ascendina Mendes Santos e 6 filhos, entre eles Edgar Filho, seu sucessor à frente da concessionária e secretário municipal de Indústria e Comércio. Edgar Santos, o pai, nasceu em Porteirinha, mas fez sua vida profissional em M.Claros, como homem de visão, de muitos amigos e trato afável.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58775
De: Anne Data: Qui 27/5/2010 08:23:19
Cidade: Montes Claros -MG
E-mail: carol.z.inha38@hotmail.com
até quando isso vai continuar?? essa semana o maníaco que atacou 2 mulheres próximo ao mocão,estrupou novamente uma adolescente próximo a escola em que estudava.Isso não da mais as autoridades policias tem que acabar com o medo de toda uma população,não podemos mais deixar nossos filhos irem mais para a escola sem leva-los e nem nós mulheres podemos mais sair na rua calmamente tudo isso por causa de um louco que está a solto por ai..Aguardamos o mais rapido possivel uma solução...
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58774
De: Marcelo Data: Qui 27/5/2010 07:59:58
Cidade: BH
(...) A divulgação de estatísticas dizendo que o crime e a violência estão em declínio irrita profundamente a população, que sente exatamente o contrário. É uma operação de marketing que dá o efeito contrário. Estão abusando do expediente e colhendo resultados opostos. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58773
De: Norberto F. Prates Data: Qui 27/5/2010 07:51:25
Cidade: Montes Claros  País: BRASIL
Gratuidade de certidões de antecedentes criminais e cíveis - A Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais "informa que, tendo em vista recente decisão do Conselho Nacional de Justiça, não devem ser cobradas custas nem Taxa Judiciária pela emissão das certidões sobre a existência e o andamento de processos cíveis e criminais, conforme disposto no Provimento 12/2010."
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58762
De: Deborah Fonseca Data: Qua 26/5/2010 20:41:46
Cidade: moc
Acho um absurdo, montar aqui do lado de tantas residencias uma boate itinerante, o meio ambinte não pode deixar acontecer isso.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58754
De: Raniele Data: Qua 26/5/2010 15:18:47
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
Acabo de saber que aquele homem, de 87 anos, agredido durante um assalto em casa no último dia 14, em Montes Claros, morreu após ficar mais de uma semana internado.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58753
De: José Júnior Data: Qua 26/5/2010 15:10:40
Cidade: Salvador/BA
E-mail: webmaster@riceara.com.br
Titulo da notícia: Delegado de polícia é assassinado a tiros durante entrevista em rádio de Camaçari, na Bahia - Comentário: É o crime organizado que o secretário de segurança pública da Bahia disse não existir no estado. Ouça o áudio original (estarrecedor): http://www.riceara.com.br/cidades/delegado-morto-durante-entrevista-a-radio/
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58748
De: Reinaldo Sandes Data: Qua 26/5/2010 12:49:21
Cidade: Montes Claros/MG
A história de Faraó, o cão de Diguila que emocionou os muralistas ao demonstrar, ainda que forma irracional, o profundo amor que nutre por seu dono, faz-me lembrar de um episódio similar acontecido na minha família. Em 1942, meu tio Elisiário Barbosa, que não cheguei a conhecer, segundo os parentes mais antigos contam, tinha por amigo inseparável um cachorro chamado Vinagre. Por desavenças familiares, esse tio foi assassinado por um seu cunhado e enterrado no cemitério de Mato Verde, onde residia. O cão, segundo contam, permaneceu por vários dias uivando no portão do cemitério. Trazido de volta para casa, pouco tempo depois o cão morreu de tristeza.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58746
De: lucilene Data: Qua 26/5/2010 10:46:37
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: lucileneporto@yahoo.com.br

Cachorro Faraó segue Samu para reencontrar seu dono -A história do cachorro Faraó, que seguiu seu dono, que estava à beira da morte, até a porta de um hospital, em Montes Claros, me deixou bastante curiosa. Mais curioso, do que a pureza do sentimento desse animal “irracional” por um ser humano foi o fato de o cão, inconsolável, não poder ouvir barulho, sirene, ou, qualquer outro ruído que possa lembrar o carro do Samu, para que ele se ponha de pé para seguir o veículo. Para Faraó, seguindo o Samu, ele irá reencontrar seu companheiro, Diguila, já que para ele foi o mesmo carro que o socorreu até o hospital.
Esse sentimento que une Faraó e Diguila nasceu há pouco mais de três anos, data em que o cão foi adotado. Um companheiro de todas as horas, assim Faraó se comportava ao lado de seu dono. Além disso, como Diguila era o único que não trabalhava em sua casa, passava todo o tempo junto com o cachorro, que o seguia até mesmo nos botecos, e nas rodas de bate-papo na esquina de sua casa. Assim que chegava a hora de dormir, Diguila se recolhia num barracão, e Faraó ficava prostrado do lado de fora, mas bem próximo ao lado da janela do quarto, onde acompanhava cada bocejo de seu dono. Assim que o dia amanhecia, lá estava Faraó para começar mais uma jornada com inseparável dono, Diguila. Se Faraó possui tal sentimento por outro parente de Diguila, ainda não se sabe. O certo é que o cão agora sofre, e sente a falta de dono.
Essa história emocionante, levou-me até a rua Misiótis, no bairro Sagrada Família, na tarde dessa terça-feira. Lá encontrei o cão, que leva nome de rei. Faraó estava sentado próximo ao colchão de seu ex-dono, e o olhar triste parecia indagar sobre a ausência de Wilson Petrônio Simões, o Diguila, de 42 anos.
Diguila sentiu-se mal por volta das 18horas do dia 28 de abril, e foi socorrido pelo Samu até o hospital Universitário Clemente Faria, mas faleceu por volta das 23horas do mesmo dia, após complicações no fígado, em virtude de problemas com alcoolismo, segundo familiares. Desde esta data, então, parentes de Diguila acompanham o sofrimento de Faraó que tem amargado uma tristeza muito grande.
Gilmar Mendes disse que seu irmão era alcoólatra há bastante tempo, e que começou a beber logo depois que deixou seu esporte favorito, o futebol. Ainda segundo ele, Diguila vem de um histórico familiar com vários casos de parentes que morreram por causa do alcoolismo. Apesar das muitas oportunidades de emprego que lhe foram dadas, Diguila atualmente não estava trabalhando, já que o vício não deixava. Seu passatempo era bater papo com amigos, na esquia da rua Miosoti com Girassol. Ex-comissariado de menores, ex-atleta e jogador dos times do Ateneu e Mundial (time da região do grande Santo Expedido) Wilson Petrônio era bastante conhecido no bairro e colecionava vários amigos. A notícia de sua morte foi recebida com tristeza por todos que o conhecia.
Durante o bate-bate, além de conversar com Gilmar Mendes, irmão de Diguila, também falei com o economista Joel Alves, que inclusive, foi quem primeiro a postar a história do cachorro neste site.
Para tentar minimizar a tristeza de Faraó, Gilmar contou que foi preciso arrumar um outro cachorro e colocá-lo no quintal. Disse também que o cão não pode ouvir o barulho da ambulância do Samu, que quer sair correndo atrás do veículo, possivelmente, porque acredita que seguindo o carro irá reencontrar Diguila.
Mas não foi só essa notícia que chamou-me atenção, mas também a do sumiço de Faraó, logo depois da morte de seu dono. Ele ficou peregrinando na porta do hospital Aroldo Tourinho durante três dias, sem comer e beber. Foi visto por um vizinho, deitado na porta do pronto socorro. Gilmar lembrou do episódio, e disse que como o cão havia sumido, achava que a “carrocinha” o tivesse recolhido. Mas, ao receber a notícia de que o Faraó estava vivo, foi logo ao seu encontro para trazê-lo de volta para casa.
Segundo informou, desde a morte de Diguila, o cão de estimação do irmão não é mais o mesmo. Faraó vive triste pelos cantos, como se estive à espera de seu dono, que nunca mais vai voltar.
Para Joel Alves, o sentimento de solidariedade, companheirismo e de amizade externado pela atitude de Faraó é nobre, e atualmente pouco visto nas atitudes dos seres humanos. Faraó possui três anos de idade, e é filho de um cruzamento de uma cadela chamada Shete com um cão chamado Cupim, ambos vira lata.

(Nas fotos, Diguila - nos tempos de jogador de futebol e nos últimos dias; e o vira-lata Faraó, desconsolado, à espera do dono)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58745
De: ISIS Flôr Data: Qua 26/5/2010 10:45:55
Cidade: Montes Claros
Neste momento integrantes do Movimento sem Terra (MST) fazem manifestação pelas ruas do centro de Montes Claros; o trânsito que já é caótico devido as ruas estreitas X veículos e bicicletas, ficou ainda pior. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58743
De: montesclaros.com Data: Qua 26/5/2010 10:26:24
Cidade: M. Claros
Às 9h49m de hoje, alguém de Santana da Vargem se inscreveu para receber as notícias do montesclaros.com, enviadas ao fim de cada dia. O leitor, ou leitora, que provavelmente não é da cultura do Norte de Minas, inscreveu-se através da Escola Estadual Padre José Ribeiro. Santana tem 8 mil habitantes, fica no sul de Minas, perto de Três Pontas, terra do ex-governador e vice-presidente Aureliano Chaves. É intrigante como pessoas de culturas as mais variadas se interessam pelas notas publicadas aqui, de maneira muito despretensiosa. Nas últimas horas: Cafarnaum, Barra Mansa, Maringá, Jaboatão dos Gurarapes, Tijucas, Blumenau, Cachoeira do Sul, Criciúma, Bom Despacho, Novo Oriente de Minas, Palmas, Maracanau. Cuiabá, Ataléia, Mutum, Açucena-Aramirim, Morro do Pilar etc. O montesclaros.com é um dos sites de informação mais antigos do Brasil (não é blog, não quer ser blog - é uma coluna de informações prestadas por todos, os de boa vontade). Tem 11 anos, ininterruptos, mas feito de maneira artesanal, privilegiando a informação do leitor.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58740
De: Regina Data: Qua 26/5/2010 09:47:53
Cidade: Mutum/MG
E-mail: regi.freitasmtm@hotmail.com
Titulo da notícia: Depois de 47 dias, aulas em Minas devem recomeçar amanhã; ponto não será cortado - Comentário: Esta notícia não corresponde a verdade. Professores só decidiram pelo fim da greve porque o governo assinou documento se comprometendo a apresentar uma proposta de reajuste em 20 dias.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58739
De: Vivian Data: Qua 26/5/2010 09:46:46
Cidade: M. Claros
Junho está para começar e nada de frio em M. Claros. Mínimas de 15 e máximas de 30 graus. Temperaturas de Verão.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58737
De: Thaís Dias Data: Qua 26/5/2010 08:59:24
Cidade: M.Claros/MG  País: Brasil
E-mail: thaisdias1999@yahoo.com.br
Sou aluna da escola estadual Francisco Sá e neste período em que os professores estavam em greve, eu li um livro de contos da escritora Lygia Fagundes Telles que narra a história de um cachorro à espera do seu dono que foi lutar na guerra.É linda essa história.
A disciplina do amor
Um jovem tinha um cachorro de estimação que todos os dias, pontualmente, ia esperá-lo voltar do trabalho. Postava-se na esquina, um pouco antes das seis da tarde.Assim que via o dono, ia correndo ao seu encontro e na maior alegria, acompanhava-o com seu passinho saltitante de volta a casa. A vila inteira já conhecia o cachorro e as pessoas que passavam faziam-lhe festinhas e ele correspondia, chegando a correr todo animado atrás dos mais íntimos. Mas logo voltava atento ao seu posto e ali ficar sentado até o momento em que seu dono apontava lá longe. O tempo passa e eis que surge a grande guerra e o jovem foi convocado para a batalha. O cachorro não deixou de esperá-lo todos os dias como de costume. Continuou a ir diariamente até a esquina, fixo o olhar ansioso naquele único ponto, a orelha em pé, atenta ao menor ruído que pudesse indicar a presença do seu dono bem amado. Assim que anoitecia, voltava para casa e levava sua vida de cachorro até chegar o dia seguinte. Então, disciplinadamente, como se tivesse um relógio preso à pata voltava ao seu posto de espera. O jovem morreu num bombardeio, mas no pequeno coração do cachorro não morreu a esperança. Quiseram prendê-lo, distrai-lo. Tudo em vão. Quando ia chegando àquela hora ele disparava para o compromisso assumido, todos os dias. Todos os dias... Com o passar dos anos (a memória dos homens!) As pessoas foram se esquecendo do jovem soldado que não voltou. Os familiares voltaram-se para outros familiares. Os amigos, para outros amigos. Só o cachorro já velhíssimo (era jovem quando o jovem partiu) continuou a esperá-lo na “sua” esquina. As pessoas estranhavam... Mas quem esse cachorro está esperando?... Numa tarde de inverno, ele lá ficou... o focinho voltado para “aquela” direção.
Extraído do livro de contos de Lygia Fagundes Telles,1980.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58732
De: morador Data: Qua 26/5/2010 07:53:30
Cidade: Montes Claros MG
Percebe-se uma grande fumaça negra no lado sul da cidade proximo do posto abrantes, talvez originado de algum acidente, alguem tem alguma informação?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58727
De: JOAO BISPO Data: Ter 25/5/2010 23:58:57
Cidade: montes claros  País: brasil
E-mail: jobisalves@yahoo.com.br
acabo de saber no cachorro quente, que ali mesmo tera uma "boate itinerante", que isso gente, sera que o meio ambiente não vai fazer nada, é simplismente ridiculo oque anda acontecendo em nossa cidade, moro aqui do lado e tenho um neto de apenas 2 meses, cade o respeito como faço para durmir nesse periodo heim.. sera que essa comedia so vai acontecer porque os proprietarios da itinerante é amigo do filho do atual (...) e que os mesmos estão apoiando a sua candidatura a deputado; aiai!!! a lei e pra todos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58725
De: Gabriel M. Fialho Data: Ter 25/5/2010 23:32:12
Cidade: Montes claros
Ainda a pouco um veiculo ficou totalmente destruído após pegar fogo, o carro, aparentemente um corsa sedan, estava estacionado em frente ao hospital Aroldo Tourinho, nao há noticias de pane ou incendio criminoso, fato é que graças ao bom trabalho do corpo de bombeiros o incendio foi rapidamente controlado. Não sei informar sobre vitimas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58722
De: Vera Data: Ter 25/5/2010 21:53:18
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil
Lendo a mensagem do José Prates nº58678 quando ele relatou a historia verídica que aconteceu anos atras, pude assistir ao filme protagonizado pelo ator Richard Gere (Sempre ao seu lado) titulo do filme. Retrata a historia que você contou. Acho que foi um dos filmes mais emocionantes que já assisti, tanto por ser uma historia verdadeira e pelo amor incondicional do cão pelo seu dono. Vale a pena assistir e refletir como carinho e afeto traduzem a mais perfeita lição de vida.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58716
De: Delcinir Data: Ter 25/5/2010 16:52:00
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: delcinir@yahoo.com.br
A estoria do professor Eisaburo Veno foi retratada no filme "Sempre ao Seu Lado" ( Título original,Hachiko: A Dog`s Story)estrelado por Richard Gere, exibido no Brasil em janeiro/2.010. Um filme simples e perfeito, onde se ve lealdade, respeito e amor para com o próximo, como no caso do DIGUILA.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58714
De: Flavio Pinto Data: Ter 25/5/2010 16:18:40
Cidade: Montes Claros

No início da década de 60, onde diversas mudanças radicais estavam para acontecer por este mundo afora, a turma reunida nesta mesa numa grande festa na Vargem Grande já pretendia antever essas futuras reformas.Claro, só pretendia.
Cada um na sua especialidade.
Um, grande poeta e escritor, foi incluído em listas divulgadas e originárias da Universidade de Brasília e USP nos anos oitenta como um dos dez maiores poetas brasileiros. Merecidamente.
Outro, seguiu carreira de jornalista com marcante presença nas trivialidades sociais e políticas mineiras durante décadas.Um terceiro escreveu um livro , de curraleira mensagem regional e colocou os três restantes como personagens .
Mas a preocupação reinante ali naquela hora era o “dolce far niente”,próprio de uma época feliz que não volta mais.
Três destes amigos não estão mais conosco , esta fica sendo uma pequena homenagem a eles. Será que o leitor do Mural reconheceria os ilustres rapeizes?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58712
De: Raphael Reys Data: Ter 25/5/2010 15:44:29
Cidade: Moc - Mg  País: Br
E-mail: raphaelreysmoc@yahoo.com.br
Já que todos estão falando do cachorro de estimação, abaixo a minha crônica sobre MADONA a cadela de estimação da minha neta! O fato ocorreu em 2006.

MADONA

Só agora posso lhes contar sobre os meus temores, sobre a minha alma ferida, pela perda do cão da minha neta, a cadela Madona em 08/01/2006. Foram onze anos de convívio com todos aqui em casa.
A sua ida para o mundo superior nos trouxe uma dor irreparável!
E aí é que bate o ponto! Fui escolhido para levar a cadela para o final. Aí aconteceu, não queira, mas aconteceu:. Como nossos olhares se cruzaram numa despedida derradeira estava relatando, não devia, mas aconteceu.
Pelo seu olhar, ela me disse que sabia de tudo, da tentativa de lhe poupar de dores atrozes na sua condição terminal, da eutanásia (esta palavra, agora, me magoa).
Nossos olhares se cruzaram e as nossas almas se tocaram, numa apreciação final. Medimos um ao outro, num enlace. Foi tudo muito rápido!
Aquilo me marcou profundamente! Imaginei que, aos 58 anos, já tivesse estrutura para tanto, respaldado no meu suposto conhecimento esotérico, filosófico, e de convivências fraternais adquiridas prematuramente, desde os meus nove anos de idade, em escolas iniciáticas.
São 49 anos de iniciações, de aprendizado, de provas, de aplicações de leis em ações. Foram centenas de noites usadas, sem dormir, me submetendo aos testes insólitos, viagens de milhares de quilômetros para atravessar portais físicos e metafísicos, sociedades secretas, nos arredores do Recife, nos Lençóis Maranhenses, nas praias desertas do Ceará, nas caatingas de Pernambuco, no Himalaia. Pensei que havia aprendido a compreender a dor de uma perda.
Erro crasso! Usando as palavras do profeta Davi: A minha alma voltou-se para o chão! Caiu o meu aprendizado como mestre e prevaleceu a minha plástica e emocional alma písciana, feita, conforme dizeres do psicanalista e astrólogo Shullman: para reunir todas as dores do mundo.
Só agora, sem ninguém a me observar, covardemente embaço as lentes dos óculos. Não consigo mais definir os caracteres na tela do computador.
As lágrimas me dominaram! A minha alma está no chão!
Cedeu-se ao ingente peso do lastro emocional. Um amor de uma cadela.
Finalmente compreendi que os animais têm alma, são seres em evolução. Ou estão encarnado, em missão de renúncia, para ajudar a lapidar a nossa brutalidade instintiva, o nosso atavismo, o nosso alter ego cambaleante.
Confesso que Madona, em vida, conseguiu angariar a dedicação, o carinho e a dedicação de todos em casa.
Veja bem como são as missões de cada ser vivente encarnado. Como diz um trecho de uma canção portenha: Cada qual com o seu cada qual.
Foram necessários 58 anos de vida difícil, de privações, de provas, de missões, para que então eu chegasse ao olhar último de Madona, com o que caiu por terra o meu utópico conhecimento adquirido.
Fiquei planificado! Uma cadela de estimação e um olhar final! Tudo bem dentro da minha alma plástica.
Agora, no chão, sei (e que ótima sensação estou tendo) que sou apenas mais uma alma em descompasso... Em desalinho, um errante andejo neste mundo grande e bobo de expiações... De aprendizado, de sonhos!
Tudo, tudo mesmo no conhecimento (só agora sei) se resume ao que vai pelo coração... Pelas vias emocionais.
Bem razão tem os poetas quando choram!
Somos almas-instrumentos. Eles, os cães, o nosso melhor amigos, também o são.
Não existe o acaso. Todos os encontros são transcendentais! Agora, e por intermédio da cadela Madona, posso dizer: sou um ser emocional, sou uma peteca com coração, muito embora o mesmo já apresente distúrbios de F.A.
Não sei se, dado ao fato de ser eu portador de uma patologia crônica, tenha ficado sensível e fino ou se tudo foi uma grande iniciação no universo do meu interior! O tempo me dirá.
Dia seguinte à morte de madona e a escrever essa crônica e, em viagem de carro à Brasília-DF, onde mensalmente faço um retiro espiritual, um caminhão desgovernado na pista, me levou a uma manobra evasiva de urgência. Engavetei o veículo na lateral de uma carreta, fugindo do impacto frontal com o caminhão a 180 quilômetros por hora.
O carro entrou no efeito sanfona e o motor rachando absorveu o impacto. Rodopiamos engavetados na pista e paramos Saí sem um arranhão. A morte de Madona foi o mata borrão que sujou o Karma daquela minha Nona Hora.
Os animais são seres em missão de renúncia!
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58706
De: Ruth Tupinambá Data: Ter 25/5/2010 11:58:06
Cidade: Montes Claros

A RÉPLICA DO MERCADO MUNICIPAL

Ruth Tupinambá Graça

Foi em 1996 que fiquei encantada com o entusiasmo de Wanderlino Arruda, secretário municipal naquela época, falando-me do seu Programa de Trabalho e, principalmente, sobre a construção de um teatro, réplica do antigo Mercado Municipal, no mesmo local.
Graças a Deus ainda existem homens como Wanderlino, que valorizam o passado e procuram preservar os monumentos que traduzem e conservam a memória da nossa cidade. Mas, infelizmente, Wanderlino pregou no “deserto”...
E a réplica do Mercado Municipal caiu no esquecimento.
Quem não se lembra do nosso antigo Mercado Municipal que durante muitos anos dominou a Praça Dr. Carlos?
Para alguns era considerado grotesco e mal construído, mas para outros ele era o máximo. Considerando as dificuldades, ele merecia um voto de louvor.
Em 1897, então Presidente da Câmara o Dr. Honorato Alves, comerciantes daquela Praça enviaram-lhe um ofício pedindo a construção de um mercado moderno, que satisfizesse as necessidades da nossa comunidade. Atendido o pedido, a planta foi feita por um engenheiro da época, assistido por João Fróis, um “prático” curioso, apressado e com muita vontade de servir.
Este achou por bem não fazer alicerce de pedra (como projetara o engenheiro) resolvendo -por sua conta - fazer o travamento de madeira, suprimindo algumas exigências da planta (para andar mais depressa).
Como em todo grande acontecimento, sempre existem os prós e os contras. Neste, do Mercado Municipal, aconteceu o mesmo.
Na cidade já existiam dois partidos: o “de Baixo” e o “de Cima”. Foi só iniciar a construção, começou uma guerrinha. Os “de Cima” aplaudindo a ideia e os “de Baixo” fazendo grande pressão, contra.
A construção foi rápida e uma certa noite, toda a cidade acordou com um forte estrondo. A esperteza de João Fróis deu zebra. O Mercado, que já estava de cumeeira inaugurada (com cerveja e tudo mais) havia desabado. Felizmente sem vítimas.
Com isto, os “de Baixo” ficaram, obviamente, contentes e os “de Cima” se lastimaram.
Uma tragédia, mas não desanimaram.
Novas lutas, novos fracassos, mas a vontade maior dominavam aquele “formigueiro humano”.
O Cel. Antonio dos Anjos, grande batalhador e sempre ligado na solução dos problemas da cidade - embora desapontado - não perdeu a cabeça e, liderando uma turma de amigos, foi de casa em casa, com uma subscrição para recomeçar a obra.
Cassimiro Mendonça (meu avô) encabeçou a lista com 200#000 (duzentos mil réis).Um escândalo!
A cidade toda comentou a sua doação chamando-o de estroina e todas as demais derivações da palavra gastador.
Assim, milagrosamente, as doações se multiplicaram. Em pouco tempo o Cel. Antonio dos Anjos (pai do Cyro dos Anjos) conseguiu 2.360#000 (dois mil, trezentos e sessenta mil contos de réis).
Desta vez seguiu-se as instruções do engenheiro e, aos dois de setembro de 1899, sendo Presidente da Câmara Simeão Ribeiro dos Santos, o Mercado foi solenemente inaugurado.
A partir desta data tornou-se o assunto da cidade.
Um enorme casarão branco (tipo chalé) com quase 30 metros de frente e 32 de fundo, com sete cômodos de cada lado para as vendas, onde se instalaram os comerciantes.
Ao centro, uma enorme área vazia onde os tropeiros e bruaqueiros espalhavam suas bruacas. Mais tarde ampliaram-no com uma torre de 17 palmos, onde colocaram um Regulador (marcador oficial da hora certa da cidade) Público, inaugurado em 1906 - com muita festa - já no governo do Dr. Honorato Alves.
Este mercado foi por muitos anos o ponto vital da nossa cidade, onde a preferência para os “bate papos”, assuntos políticos, religiosos e sociais, negócios, decisões familiares, até batizados, casamentos e desquites, tudo era ali discutido e não existia lugar melhor para as “fofocas”.
Aos sábados, tornou-se o hábito de todos: era o dia da feira. Todos os moradores da nossa cidade antiga dirigiam-se ao Mercado para suas compras. Era feira de verdade onde se encontrava de tudo: arroz com casca ou socado no pilão, açúcar mascavo, rapadura cerenta gostosa, doce de cidra, laranja em formas embrulhadas em folhas de bananeiras, batidas de Santo Antonio, café em grão (torrado em casa) tão saboroso.
Os bruaqueiros com enorme variedade de mercadorias iam chegando, aos poucos, desde a madrugada e enchendo o Mercado: farinha de milho bem torradinha, queijos, requeijões, farinha de mandioca do Morro Alto, beiju de goma tão clarinhos. As carnes de porco, carne de sol de “dois pelos”, em grandes montes.
Colocados em jiraus de madeira, muita linguiça feita em casa, com muito tempero, cheirosa... Muita fruta: banana roxa, mulata, caturra, cachos enormes; lima da Pérsia (que hoje não existe mais), coco azedinho, muita manga rosa, espada, sapatinha, umbu, tão bonitas!
Melancias aos montões, verdinhas e lustrosas, cabeça de negro, panãs, araticuns, gravatás, pitombas, tamarindos, jatobás, e o nosso célebre pequi. Muito caldo de cana, tabuleiros enormes de bolo de arroz, doce de mocotó de boi, daquele escurinho, gostoso, sem sofisticação.
Biscoito caseiro, cascorão, míngau de milho verde, pamonha, goiabada embrulhada em palhas de milho, uma delícia.
Os bruaqueiros ofereciam suas mercadorias naquela simplicidade do caipira: “Compra minha dona, é feijão novo catado, cuzinha ligirim, com uma só água, arroz do bão mesmo, cuido agora e socado no pilão, sem quebrá, os ovos fresquinhos, cuido de manhãzinha ovo de galo bão mesmo”.
As mocinhas da roça que vinham vender suas verduras cultivadas na beira dos regos (abóboras, quiabo, chuchu, maxixe, tomatinhos para molho, salsa, cebolinha; tão verdinhas) eram bem bonitinhas de vestido novo de chita, um “rouge” muito vermelho, boquinha de coração, brincos e colares de contas coloridas, mas quando riam mostravam sempre falhas de dentes na frente. Era uma pena. De boca fechada até que passavam. Mas mesmo assim com toda “jecura”, faziam conquistas com moços da cidade que lhes davam uma “colher de chá”.
No fundo do Mercado, do lado de fora ficavam os animais e também as bruacas espalhadas pelo chão.
Muito fumo de rolo e cachaça em “banquinhos” atrás do Mercado. Era ali o paraíso dos roceiros. Um cheiro forte de pinga e fumo espalhava-se por todo o Mercado. No final do dia havia sempre bruaqueiros “escornados” no chão, dormindo com chapéu no rosto, protegendo-se do sol. Na maioria das vezes nem este cuidado tinham e com a boca aberta lambuzada, roncavam alto, enquanto os mosquitos passeavam saboreando, entrando e saindo, escondendo-se nos bigodes molhados de pinga e saliva.
Os animais eram tão mansos que não se espantavam nem davam coices. Eram mesmo treinados para transportar bruacas pesadas e bruaqueiros folgados e pacientemente esperavam que seus donos fizessem bons negócios, dessem suas “voltinhas proibidas”, bebessem à vontade, não tinham hora certa para voltarem pra casa. E o dia inteiro era aquele movimento no Mercado.
Era comum vê-los voltando para casa, à tardinha, alguns montados e tocando cargueiros; outros bêbados procurando se equilibrar em cima do cavalo, tombando de um lugar para outro, conversando sozinho; outros a pé com alpercata de couro cru, chapéu desabado pelo tempo e pelas chuvas, cigarro de palha no canto da boca, tocando seu burrinho lerdo, as bruacas vazias, e os “cobrinhos” no bolso. Iam felizes da vida, já pensando na feira do próximo sábado pra tomar outra bebedeira.
Este espetáculo durou anos. A cidade cresceu e aos poucos foi se modificando. Estas lembranças simples ficam guardadas em nossos corações.
O Mercado anos depois foi demolido. A Praça Doutor Carlos perdeu seu companheiro. A cidade assistiu tristemente àquele espetáculo como se fosse o enterro de um amigo. E com isso a cidade vai se descaracterizando, perdendo o encanto natural. Os casarões e os sobrados que nos lembram HISTÓRIAS DO PASSADO estão desaparecendo...
O relógio antigo do Mercado Municipal está hoje silencioso na Catedral. Era ele que durante anos quebrava a monotonia daquela praça, com suas fortes e compassadas badaladas, cujo eco levava para longe, desaparecendo por trás dos montes.
Quantas vezes acordavam as crianças para a escola e os homens para o trabalho com seu badalar amigo e pontual?
Ele hoje deveria estar ainda funcionando para ver e sentir o progresso desta cidade, que viu engatinhando e dando os primeiros passos!
Agora só nos resta a saudade...
E a esperança de que a cidade acorde, grite e proteste contra a demolição dos monumentos do nosso passado.

(N. da Redação: Ruth Tupinambá Graça, de 94 anos, é atualmente a mais importante memorialista de M. Claros. Nasceu aqui, viveu aqui, e conta as histórias da cidade com uma leveza que a distingue de todos, ao mesmo tempo em que é reconhecida pelo rigor e pela qualidade da sua memória. Mantém-se extraordinariamente ativa, viajando por toda parte, cuidando de filhos, netos e bisnetos, sem descuidar dos escritos que invariavelmente contemplam a sua cidade de criança, um burgo de não mais que 3 mil habitantes, no início do século passado. É merecidamente reverenciada por muitos como a Cora Coralina de Montes Claros, pelo alto, limpo e espontâneo lirismo de suas narrativas).
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58704
De: Augusto Vieira Data: Ter 25/5/2010 11:39:51
Cidade: Belo Horizonte
AMIZADE A UM CÃO - Já que várias pessoas vêm se manifestando neste Mural sobre a amizade entre pessoas e cães, não poderia deixar de incluir o grande mineiro Belmiro Braga que, em homenagem a seu cachorro de estimação, chamado "Príncipe", legou-nos um dos mais famosos epigramas da língua pátria.BELMIRO Belarmino de Barros BRAGA (07.01.1872 a 30.03.1937) nasceu em Vargem Grande, lugarejo antigo de Juiz de Fora, hoje município que leva seu nome. É um dos fundadores da Academia Mineira de Letras. Escreveu contos, crônicas, peças teatrais e foi iluminado trovador.Vai o epigrama, com um abraço a todos, especialmente a Ucho Ribeiro:
“Pela estrada da vida subi morros,
Desci ladeiras... e afinal te digo:
Se entre amigos encontrei cachorros,
Entre os cachorros encontrei-te, amigo!”
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58698
De: paulo henique silva dias Data: Ter 25/5/2010 10:45:08
Cidade: montes claros/mg
E-mail: phsilvad@gmail.com
telefone: (38) 99061007 - mensagem: carta de repúdio até quando vai o medo? nós pais de família das comunidades da vila anália, novo delfino, camilo prates e delfino, estamos com medo de deixar os filhos sairem de casa devido os ataques a mulheres pelo tarado conhecido como "tarado do mocão", o que fazer? agir com as proprias mãos? ou esperar o próximo ataque para que descubram este meliante. por favor nos ajude a pedir socorro as policias civil e militar para solucionar este caso. além disso, os moradores que moram nas proximidades não estão deixando nem mais os filhos brincarem de frente as suas casas. que horror!!!!! até quando/
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58697
De: Rita Data: Ter 25/5/2010 09:55:13
Cidade: BH
A prefeitura de BH está se movendo, rápido,com eficiência e presteza, para socorrer a população da capital, atingida por focos de barulho, pontuais. Nem de longe é o barulhaço que tomou conta de M. Claros. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58696
De: Maria Luiza Data: Ter 25/5/2010 09:47:47
Cidade: Montes Claros
Interessantíssima a história do cão do Diguila, apresentada neste mural. Quanto ao cachorro de estimação do Mozart, ja conhecia a lenda, através do site Mural dos Escritores.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58695
De: Raphael Reys Data: Ter 25/5/2010 09:45:59
Cidade: Moc - Mg  País: Br
E-mail: raphaelreysmoc@yahoo.com.br
Lançamento do livro "Éramos Felizes e sabíamos", dia 4 de junho, 19 horas, Café Viana, avenida do Contorno 3 968, Funcionários. Escrito por montes-clarenses da geração 48/50, o evento cultural será uma sexta-feira, após o feriado de Corpus Christi. Convidamos os conterrâneos que por lá estejam no feriado prolongado, assim como os montes-clarenses que residem na Capital.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58692
De: O Tempo Data: Ter 25/5/2010 07:17:36
Cidade: Belo Horizonte
Caminhonete do Governo de Minas cai de ribanceira e dois ficam feridos no Norte de Minas - Larissa Nunes - Uma caminhonete blazer da Secretaria de Estado da Defesa Social de Minas Gerais despencou em uma ribanceira nesta segunda-feira (24) na MGT 401, altura de Janaúba, Norte de Minas. Quatro agentes e um detento, que era transferido do Ceresp-Betim para a cadeia de Manga, estavam no carro.De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o motorista contou que perdeu o controle da direção e o veículo saiu da rodovia, capotando várias vezes em uma ribanceira. Dos cinco ocupantes, três foram expulsos da Blazer. Outros dois ficaram presos e só conseguiram sair com ajuda de resgate. Esses útimos, o preso e um agente, foram levados com ferimentos leves ao hospital da região.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58690
De: Nogueira Data: Ter 25/5/2010 01:02:41
Cidade: Montes Claros MG  País: Brasil
E-mail: jarnogueira@hotmail.com
No dia 23 de Maio, em frente ao Bretas do Bairro São José, foi assaltado a mão armada e levado um automovel Fiesta TRAIL da cor prata, com placa GYL-2592 de Salinas_MG. Quem tiver alguma noticias que leve ao automovel, sera muito bem recompensado. tel. de contato(38)88280313
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58686
De: Veloso Data: Seg 24/5/2010 18:08:31
Cidade: BH/MG  País: Brasil
Faço coro aos demais leitores que fazem uso dos serviços da Trip Linhas Aéreas. É impressionamente como essa empresa descumpre os horários dos seus vôos! Já houve situações de chegarmos em MClaros por volta das 1h da manhã! Até tentei reclamar na ANAC, mas a mesma exige cópias de todos os bilhetes em que ocorreram os atrasos. Obviamente eu não os tenho mais. Bem, após quase um ano utilizando esse maus serviços, migrei para a concorrência (Air Minas) que, apesar de não ter muitas opções de horários e operar com velhas aeronaves da década de 80, ao menos cumpre os horários satisfatoriamente. Bons vôos!
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58685
De: Joel Alves Cardoso Data: Seg 24/5/2010 17:23:52
Cidade: Montes Claros/MG
E-mail: cardoso.joel@oi.com.br
Telefone: (38) 32121897 - Mensagem: Estive hoje com Gilmar, irmão de DIGUILA. Segundo ele, Faraó está completamente triste e ainda espera pelo seu dono. Se alguém quiser ver esse cachorro ou mesmo Gilmar é so dar uma passadinha pela rua Miosótis,9 - no Sagrada Família e veja a tristeza do animal.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58684
De: Ucho Ribeiro Data: Seg 24/5/2010 17:10:21
Cidade: Montes Claros/MG
Existe uma pequena fábula conhecida e transmitida pelos apaixonados por cachorros, que é sobre a fidelidade do cão de Mozart. É a seguinte:
Wolfgang Amadeus Mozart, o grande compositor, nasceu em 1756, em Salzburgo, na Áustria. Foi compositor do século XVIII e considerado um dos maiores músicos do mundo. Foi em Paris que suas primeiras obras publicadas apareceram, quando Wolfgang tinha apenas sete anos.
Mozart foi reconhecido por reinados de toda Europa. Entretanto, nunca soube lidar com dinheiro. A exploração de sua bondade e genialidade musical logo surgiu por parte de grandes oportunistas. Com poucos anos de casado, começou a ver sua vida desabar. A mulher abandonou-o. A mãe, que adorava, adoeceu gravemente. Mozart, sem dinheiro, vendia composições em troca de remédios para sua genitora, que morreu após alguns meses. Abatido e desesperançoso, Mozart caiu enfermo.
O seu fiel cachorro, o único amigo, foi quem ficou ao seu lado até o dia do seu falecimento, em 5 de Dezembro de 1791. Mozart foi enterrado numa vala comum, em Viena. Sua mulher, Constanze Weber, que residia em Paris, ao saber da morte de Mozart, voltou a Viena a fim de visitar o túmulo do marido. Ao chegar, entrou em desespero ao saber que Mozart havia sido enterrado como indigente, sem que lhe dessem nem uma placa com seu nome como lápide.
Era dezembro, em pleno inverno europeu, fazia frio e chovia em Viena. Constanze resolveu vasculhar o cemitério à procura de alguma pista que pudesse dizer onde Mozart fora enterrado. Procurando entre os túmulos, viu um pequeno corpo, congelado pelo frio, em cima da terra batida. Chegando perto reconheceu o fiel cachorro de Mozart.
Hoje, quem visitar Viena, verá um grande mausoléu, onde está o corpo de Mozart e de seu cachorro. Foi por causa do amor desse animal de estimação que Mozart pode ser achado e removido da vala comum onde fora enterrado. Ele permaneceu com seu dono até depois do final. Morreu junto ao tumulo de seu dono porque, sem ele, não poderia mais viver.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58678
De: José Prates Data: Seg 24/5/2010 12:02:35
Cidade: RIO DE JANEIRO - RJ
FIDELIDADE DO CACHORRO

JOSÉ PRATES


A mensagem de Joel Alves Cardoso, publicada neste mural, diz que “no mesmo dia em que DIGUILA foi para o HU em 28.04.10, onde morreu, o seu cahorro Faraó desapareceu. Segundo o seu irmão Gilmar, a carrocinha o tinha levado. Quatro dias depois o cachorro foi encontrado pelo próprio Gilmsar em frente ao HU onde passava fome e sede. Estava à espera de DIGUILA.”
É impressionante e nos causa espanto, a fidelidade do cachorro ao homem. As estórias de intervenção de cães em socorro de seus donos são sempre contadas mostrando a dedicação do animal ao seu amigo. E isto acontece em todos os lugares do mundo, porque a amizade do cachorro ao homem é universal, não é, apenas, de determinada raça ou origem. Aqui mesmo no Rio de Janeiro, houve o caso, comentado nos jornais da época, de uma cadela que se sacrificou para impedir o ataque de um “pitbul” a uma menina de seis anos, sua dona e amiga. O pequeno animal estava acompanhando a criança quando o feroz pitbul avançou sobre ela. A cachorrinha tomou-lhe a frente e enfrentou desassombrada, o agressor. Houve luta que terminou com a intervenção de pessoas que passavam pelo local. A cachorrinha, muito ferida, morreu dias depois. Outros casos semelhantes acontecem no dia a dia, mas, a maioria não é conhecida.
Todo ano em abril – não sei o dia - ocorre uma cerimônia solene na estação de trem de Shibuya, um populoso distrito de Tóquio que tive a oportunidade de conhecer em 1983 quando fui, pela primeira vez ao Japão. São centenas de amantes de cães que se reúnem em homenagem à lealdade e devoção de um cachorro, fiel companheiro de um professor da Universidade de Tóquio, o Dr. Eisaburo Ueno, Essa cerimônia faz parte de uma estória que me contaram e que me ficou na memória pela sua beleza. Trata-se de uma das mais bonitas, se não, a mais bela e ímpar história de lealdade, fidelidade e incondicional amor de um cão para com seu dono.
O professor Ueno morava em Shibuya, perto da estação de trem que levava (e que leva até os dias de hoje) o mesmo nome. Como fazia do trem seu meio de transporte diário até o local de trabalho, já era parte integrante da rotina do cachorro acompanhar seu dono todas as manhãs. Caminhavam juntos o inteiro percurso que ia de casa à estação de Shibuya. Mas, ainda mais incrível era o fato de que o cão parecia ter um relógio interno, e sempre às 15 horas retornava à estação para encontrar o professor, que desembarcava do trem da tarde, para acompanhá-lo no percurso de volta a casa. Um dia, depois de muitos anos cumprindo a rotina, o cachorro na hora certa, estava na estação como de costume, pacientemente (e de rabinho abanando!) à espera de seu dono. Só que o professor Ueno não retornaria naquela tarde; sofrera um derrame fatal na Universidade que o levara a óbito. Destarte, ainda que alheio da realidade, naquele dia o leal e fiel cachorro esperou por seu dono até à madrugada
Após a morte do professor Eisaburo Ueno, conta a história que seus parentes e amigos passaram a tomar conta de Hachiko. Mas, tão forte e inexpugnável era o vínculo de afeto para com seu amado dono — lealdade, fidelidade e incondicional amor levados ao extremo —, que no dia seguinte à morte do professor ele retornou à estação para esperá-lo. Retornou todos os dias, manhã e tarde à mesma hora, na incansável esperança de reencontrá-lo, vê-lo despontar da estação de Shibuya. Às vezes, não retornava à casa por dias! Onze anos depois, debilitado, o cachorro morreu, deitado no local em que esperava o professor.
São estórias que nos comovem .

(José Prates, 81 anos, é jornalista e Oficial da Marinha Mercante. Como tal percorreu os cinco continentes em 20 anos embarcado. Residiu em Montes Claros, de 1945 a 1958, quando foi removido para o Rio de Janeiro, onde reside com a familia. É funcionário ativo da Vale do Rio Doce, estando atualmente cedido ao Sindicato dos Oficiais da Marinha Mercante, onde é um dos diretores)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58677
De: Fabiano Data: Seg 24/5/2010 11:50:05
Cidade: M.Claros
Mesmo em reforma, a BR 135 - trecho Moc/BH, que observei - transformou-se num vasto rio de carros. Melhor dizendo: num rio de carretas. Ontem, parado num trecho em obras, observei a enorme quantidade de carretas - numerosas, com 36 pneus - subindo e descendo pela BR. Há entre elas umvolume enorme de cegonheiras, transportando carros em direção da Bahia e trazendo de lá, para o sul. É correta a necessidade de se cuidar, desde já, da duplicação desta via, pois que o tráfego está espantoso, agora que ainda a economia não se acelerou, como estão dizendo que irá se acelerar. Outra coisa: no tráfego intenso de caminhões e carretas todo cuidado é pouco para quem viaja de automóveis, que são como pequenas canoas nesse mar de imensos transatlânticos, mal comparando. Todo cuidado ainda é pouco.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58675
De: Marcel Data: Seg 24/5/2010 11:03:06
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
Sobre a mensagem 58642.Leandro, concordo em número, gênero e grau com você sobre o desrespeito da Trip Linhas Aéreas para com, nós, os usuários. Viajo frequentemente de Bh para Moc [e vice-versa] e NUNCA saí ou cheguei no horário marcado. Já houve um caso onde fiquei esperando por 3 horas no aeroporto da Pampulha pois a aeronave também apresentava "problemas técnicos". Se você colocar no papel, somando todo o tempo perdido aguardando o voo atrasado mais a 1 hora de espera quando você faz o check-in, mais o tempo de viagem, veremos que é o mesmo tempo gasto por uma viagem feita de carro!Espero ansiosamente que uma nova empresa possa entrar nesta rota para aliviar essa nossa necessidade.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58674
De: Centro de Saúde Data: Seg 24/5/2010 10:41:40
Cidade: Montes Claros
Campanha de vacinação contra H1N1 é estendida a crianças menores de 5 anos - A partir desta segunda-feira, 24/05, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe H1N1 será estendida a crianças de 2 anos a menores de 5 anos. Pais ou responsáveis pelas crianças já poderão levá-las aos postos para a vacinação. O prazo termina em 2 de junho. Neste período, pessoas de 30 a 39 anos e gestantes que ainda não se vacinaram também devem procurar um posto de saúde. (...) As crianças de 2 anos até 4 anos e 11 meses, que começam a ser vacinadas nesta segunda-feira, estão na faixa etária que apresenta maior vulnerabilidade a desenvolver complicações pela gripe H1N1, depois dos grupos prioritários já incluídos anteriormente na campanha de vacinação.É importante ressaltar que este grupo é imunizado com duas meias doses da vacina. Por isso, 21 dias depois da primeira aplicação, as crianças precisam ser levadas de novo aos postos para tomar a segunda meia dose.
(...)9%.Gripe sazonal - O balanço da vacinação de pessoas acima dos 60 anos contra a gripe sazonal (gripe comum) contabiliza 68.029 idosos já vacinados na região, o que corresponde a 63,71% do público-alvo total da campanha.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58673
De: Rezende Data: Seg 24/5/2010 10:20:56
Cidade: Montes Claros
24/05/10 - 10h12 - Com fome e sede, cachorro "Faraó" aguardava seu dono (já morto) em porta de hospital de M. Claros

Em homenagem a este cachorro Faraó, em homenagem à história que o liga a um personagem da cidade, morador de bairro popular, alcoólatra, segundo alguns, mas amigo do seu amigo, peço que publiquem o poema abaixo. Ele voa da minha infância, para ilustrar como os animais são capazes de gestos de extrema ternura, que às vezes faltam aos humanos. Por favor, se alguém mais souber de detalhes do caso de "Faraó" e de seu dono, chamado Diguila, por favor conte estas histórias para nós. Estamos vivendo um tempo em que é preciso aprender mais com a Natureza, e os animais são parte essencial deste ensino, desta ternura infinda, que nos faz muita falta.

Agora, a poesia, que emociona e engasga:

História D`um Cão


Por Luis Guimarães

Eu tive um cão. Chamava-se Veludo;
Magro, asqueroso, revoltante, imundo;
Para dizer numa palavra tudo
Foi o mais feio cão que houve no mundo.

Recebi-o das mãos d`um camarada
Na hora da partida. O cão gemendo
Não me queria acompanhar por nada :
Enfim - mau grado seu - o vim trazendo.

O meu amigo cabisbaixo, mudo,
Olhava-o ... o sol nas ondas se abismava ...
"Adeus" - me disse -, e ao afagar Veludo
Nos olhos seus o pranto borbulhava.

"Trata-o bem. Verás como rasteiro
Te indicará os mais sutis perigos;
Adeus ! E que este amigo verdadeiro
Te console no mundo ermo de amigos."

Veludo a custo habituou-se à vida
Que o destino de novo lhe escolhera;
Sua rugosa pálpebra sentida
Chorava o antigo dono que perdera.

Nas longas noites de luar brilhante,
Febril, convulso, trêmulo, agitando
A sua cauda - caminhava errante
À luz da lua - tristemente uivando.

Toussenel, Figuier e a lista imensa
Dos modernos zoológicos doutores
Dizem que o cão é um animal que pensa :
Talvez tenham razão estes senhores.

Lembro-me ainda. Trouxe-me o correio,
Cinco meses depois, do meu amigo
Um envelope fartamente cheio :
Era uma carta. Carta ! Era um artigo

Contendo a narração miúda e exata
Da travessia. Dava-me importantes
Notícias do Brasil e de la Plata
Falava em rios, árvores gigantes :

Gabava o "steamer" que o levou; dizia
Que ia tentar inúmeras empresas :
Contava-me também que a bordo havia
Mulheres joviais - todas francesas.

Assombrava-se muito da ligeira
Moralidade que encontrou a bordo :
Citava o caso duma passageira ...
Mil cousas mais do que me não recordo.

Finalmente, por baixo disso tudo
Em nota bene do melhor cursivo
Recomendava o pobre do Veludo
Pedindo a Deus que o conservasse vivo.

Enquanto eu lia, o cão tranqüilo e atento
Me contemplava, e - creia que é verdade -
Vi, comovido, vi nesse momento
Seus olhos gotejarem de saudade.

Depois lambeu-me as mãos humildemente,
Estendeu-se a meus pés silencioso
Movendo a cauda - e adormeceu contente
Farto d`um puro e satisfeito gozo.

Passou-se o tempo. Finalmente um dia
Vi-me livre daquele companheiro;
Para nada Veludo me servia,
Dei-o à mulher d`um velho carvoeiro.

E respirei ! "Graças a Deus ! Já posso"
Dizia eu "viver neste bom mundo
Sem Ter que dar diariamente um osso
A um bicho vil, a um feio cão imundo."

Gosto dos animais, porém prefiro
A essa raça baixa e aduladora
Um alazão inglês, de sela ou tiro,
Ou uma gata branca cismadora.

Mal respirei, porém ! Quando dormia
E a negra noite amortalhava tudo,
Senti que à minha porta alguém batia :
Fui ver quem era. Abri. Era Veludo.

Saltou-me às mãos, lambeu-me os pés ganindo,
Farejou toda a casa satisfeito;
E - de cansado - foi rolar dormindo
Como uma pedra, junto do meu leito.

Praguejei furioso. Era execrável
Suportar esse hóspede inoportuno
Que me seguia como o miserável
Ladrão, ou como um pérfido gatuno.

E resolvi-me enfim. Certo, é custoso
Dizê-lo em alta voz e confessá-lo :
Para livrar-me desse cão leproso
Havia um meio só : era matá-lo.

Zunia a asa fúnebre dos ventos;
Ao longe o mar na solidão gemendo
Arrebentava em uivos e lamentos ...
De instante a instante ia o tufão crescendo.

Chamei Veludo; ele seguiu-me. Entanto
A fremente borrasca me arrancava
Dos frios ombros o revolto manto
E a chuva meus cabelos fustigava.

Despertei um barqueiro. Contra o vento,
Contra as ondas coléricas vogamos;
Dava-me força o torvo pensamento :
Peguei num remo - e com furor remamos.

Veludo à proa olhava-me choroso
Como o cordeiro no final momento.
Embora ! Era fatal ! Era forçoso
Livrar-me enfim desse animal nojento.

No largo mar ergui-o nos meus braços
E arremessei-o às ondas de repente ...
Ele moveu gemendo os membros lassos
Lutando contra a morte. Era pungente.

Voltei a terra, - entrei em casa. O vento
Zunia sempre na amplidão, profundo.
E pareceu-me ouvir o atroz lamento
De Veludo nas ondas moribundo.

Mas ao despir dos ombros meus o manto
Notei - oh grande dor ! - haver perdido
Uma relíquia que eu prezava tanto !
Era um cordão de prata : - eu tinha-o unido

Contra o meu coração constantemente
E o conservava no maior recato,
Pois minha mãe me dera essa corrente
E, suspenso à corrente, o seu retrato.

Certo caíra além no mar profundo,
No eterno abismo que devora tudo;
E foi o cão, foi esse imundo
A causa do meu mal ! Ah! se Veludo

Duas vidas tivera - duas vidas
Eu arrancara àquela besta morta
E àquelas vis entranhas corrompidas.
Nisto senti uivar à minha porta.

Corri - abri ... Era Veludo ! Arfava :
Estendeu-se a meus pés, - e docemente
Deixou cair da boca que espumava
A medalha suspensa da corrente.

Fora crível, oh Deus ? - Ajoelhado
Junto do cão - estupefato, absorto,
Palpei-lhe o corpo : estava enregelado;
Sacudi-o, chamei-o ! Estava morto.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 58672
De: PM Data: Seg 24/5/2010 10:04:25
Cidade: Montes Claros
BO nr 31.680/10: Na noite deste domingo (23), a Polícia Militar apreendeu drogas, no bairro Vera Cruz. Em atendimento a denúncia da comunidade, feita via 190, a guarnição comandada pelo Sgt Versiane, compareceu à rua Benjamim Campos onde, segundo as informações, uma adolescente estaria "escondendo" grande quantidade de drogas para traficante conhecido pela alcunha de "Marcão". No local, a avó da menor franqueou a entrada dos policiais na residência, onde foi localizada a menor de 13 anos que tendo percebido a presença da PM, jogou parte da substância semelhante a crack pela janela. Durante a averiguação, foi encontrado ainda, dentro do guarda-roupas, uma certa quantidade da mesma substância, embaladas, prontas para o comércio, totalizando aproximadamente 450 gramas (450 g), além de 27 (vinte e sete) cartuchos intactos, calibre .38 e uma balança de precisão. A menor foi apreendida em flagrante de ato infracional, e conduzida a Delegacia de Polícia, juntamente com o material apreendido. A adolescente assumiu que estaria de fato guardando a droga, porém, negou-se a informar quem seria o proprietário.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores:


Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Últimas Notícias

28/07/14 - 13h
Novo calote na Argentina, nos próximos dias, vai afetar setor automotivo no Brasil, adianta jornal

28/07/14 - 12h00
Pela nona vez seguida, mercado reduz previsão do PIB brasileiro. Passou de 0,97% para 0,90%

28/07/14 - 10h59
"...Dr. Luiz Pires, Zezinho Fonseca, Oswaldo Antunes, Wanderlino Arruda e Waldyr Sena que engatinhavam no jornalismo para transformarem-se, mais tarde, nos excelentes jornalistas que são hoje, o que mostra que valeu a pena o..."

28/07/14 - 11h
Ucrânia divulga que "descompressão explosiva" causada por míssil derrubou o avião com 298 pessoas em área de guerra

28/07/14 - 10h
Futebol é machista e choro não pega bem, ensina Dunga sobre a seleção

28/07/14 - 9h
Conselho de Segurança da ONU pede “cessar-fogo humanitário imediato e incondicional” em Gaza

28/07/14 - 8h
Cruzeiro confirma acordo com time da Ucrânia para comprar Willian por 3,5 milhões de euros

28/07/14 - 7h
Vacinação contra Hepatite B, hoje entre 9 e 16h, na Praça Dr. Carlos


27/07/14 - 14h36
Assaltou mercearia em M. Claros, mas na fuga deixou cair a arma da cintura. Era uma torneira plástica. Apanhou muito, e foi levado a hospital

27/07/14 - 12h29
"Investem-se de poder imemorial, que nos visita há 200 anos, e vêm. Vão entrar na cidade em duas semanas, obedecendo ao som único, vindo das profundezas. (...) Assim, fica entendido que a ventania de ontem foi uma comissão de frente, enviada pelo Tempo. Como na serraria fazem os Ipês que Dona Dulce Sarmento, a outra Grande Dama, cantou. Cor de Ouro, anunciando a chegada. Roxos, na despedida"


26/07/14 - 18h
Mulher de Schumacher põe jato da família à venda por 60 milhões de reais para pagar tratamento do piloto

26/07/14 - 17h
Brasileirão tem 4 jogos hoje e 6 amanhã. (A 98 FM vai transmitir Cruzeiro e Figueirense, hoje às 18h30, e Sport e Atlético, amanhã às 16h)

26/07/14 - 16h
Empresa exibe diamantes de até 220 mil reais feitos com cabelo de Pelé

26/07/14 - 15h
Manchetes dos jornais: “Governo insiste em medidas de estímulo ao consumo”- “Após manter juro alto, Banco Central libera R$ 45 bi para crédito” - “Governo afrouxa regras para bancos ampliarem crédito”

26/07/14 - 14h
Cruzeiro descarta jogo fácil contra o Figueirense, hoje às 18h30m

26/07/14 - 13h
Meteorologia mantém previsão de chuva para Montes Claros: 2 milímetros hoje e domingo; 9mm, segunda

26/07/14 - 12h
Jornal de BH anuncia que Ronaldinho está deixando o Atlético

26/07/14 - 11h
Minas fica em 6º lugar no ranking de competitividade entre estados brasileiros

26/07/14 - 10h
Confederação Israelita afirma que porta-voz de Israel foi "muito infeliz"

26/07/14 - 9h
Atraso em aeroportos saturados vai gerar multas da Anac

26/07/14 - 8h
Para os EUA, Putin e Rússia são “culpáveis” pela queda do avião que matou 298 pessoas

26/07/14 - 7h
Cruz Vermelha virá ao Brasil investigar supostos desvios de doações


25/07/14 - 18h
Hoje é o último dia para se inscrever no Sisutec que oferece cursos gratuitos

25/07/14 - 17h10
"É uma névoa fina sobre toda a cidade, até onde a vista alcança. Chuvinha, em pleno mês de julho, o que é raro, mas não impossível como se vê. A meteorologia acertou"

25/07/14 - 17h
CBF acusa 97 empresas por pirataria e uso ilegal de imagem da seleção brasileira

25/07/14 - 16h
Fifa rejeita tirar Copa do Mundo da Rússia por causa da crise entre russos e ucranianos

25/07/14 - 15h
Manchetes dos jornais: “Israel diz que Brasil é ´anão diplomático´ e governo reage” - “Israel reage à crítica e diz que Brasil é ´irrelevante´” - “Israel diz que Brasil é irrelevante e criador de problemas”

25/07/14 - 14h
Meteorologia vê chance de chuva em Montes Claros, de 2 milímetros, neste sábado, domingo e segunda-feira

25/07/14 - 13h
Nasa diz que a Terra passou por tempestade solar mais poderosa dos últimos 150 anos no dia 23 de julho de 2013

25/07/14 - 12h06
Relatos de leve tremor de terra em Montes Claros, ao meio-dia

25/07/14 - 12h
Banco Central altera regras de risco de crédito e R$ 45 bilhões dos bancos vão para empréstimo

25/07/14 - 11h
GM quer suspender contratos de 5.400 funcionários para ajustar produção e venda

25/07/14 - 10h
Polícia faz buscas na Rua Aranha, em Vespasiano, onde primo de Bruno disse estar o corpo de Eliza Samudio. (E nada foi achado)

25/07/14 - 9h
Jornal paulista revela dívida fiscal de Dunga, que o ameaça de processo por quebra de sigilo

25/07/14 - 8h
Governo francês confirma localização de destroços do avião em área inóspita e vasta

25/07/14 - 7h
Porta-voz de Israel reage a críticas do Brasil e retruca, ferino - "desproporcional é 7 a 1"


24/07/14 - 18h
Judiciário determina que estado e prefeitura forneçam derivado da maconha a criança com convulsão

24/07/14 - 17h
Ao invés de 10 minutos, condenado levou quase 2 horas para morrer com injeção, ontem, nos EUA

24/07/14 - 16h
Manchetes dos jornais: “TCU condena 11 executivos da Petrobras por refinaria” - “Cowan vai refazer cálculos de 6 viadutos”

24/07/14 - 15h
Ventos de 11 km e temperatura entre 15 e 30 graus, hoje, em Montes Claros

24/07/14 - 14h
Israel reage a crítica do governo brasileiro e diz que país é “irrelevante”; Brasil rejeita ser "anão diplomático"

24/07/14 - 11h52
Agosto será ainda mais crítico para as hidrelétricas – revela jornal de São Paulo

24/07/14 - 12h
Motorista é rendido e trancado no baú do seu caminhão, em avenida. E dois, na ponta de revólveres, entregam suas motos, nas ruas

24/07/14 - 11h
Avião que voava para a capital da Argélia está desaparecido, com 118 pessoas – maioria é de franceses e espanhóis

24/07/14 - 10h
Depois de conquistar a Recopa, presidente do Atlético garante que Ronaldinho não sai antes do fim do contrato

24/07/14 - 9h
Brasil avança uma casa no desenvolvimento humano - da posição 80 para 79, mas continua atrás do Chile, Argentina, Uruguai e Venezuela

24/07/14 - 8h49
"A placa sul-americana, onde está localizado o Brasil, apresenta muitas fraturas. Estudos (...) têm mostrado que a região de Montes Claros (MG), onde recentemente ocorreram tremores, contém uma importante falha geológica"

24/07/14 - 8h
“Eu sei que vou morrer, mas meus personagens ficarão todos com vocês”, disse Ariano Suassuna, 6ª-feira. Ele, que se escondia de "Caetana"

24/07/14 - 7h
Na prorrogação, Atlético dá ao Brasil o 9º título da Recopa Sul-Americana


23/07/14 - 18h
Tratamento precoce contra Aids em bebês pode não prevenir a doença por causa de reservatórios intocáveis do vírus, diz estudo

23/07/14 - 17h55
Brasil perde ao entardecer um dos seus maiores intelectuais, o escritor Ariano Suassuna, de 87 anos

23/07/14 - 17h
Arrecadação de impostos no 1º semestre deste ano foi 0,28% maior do que a do mesmo período, no ano passado

23/07/14 - 16h08
Azul anuncia vôo Confins/Montes Claros a partir de setembro

23/07/14 - 16h
Ministério da Saúde abre 748 vagas com salário de até 9.874 reais. Concurso ainda não tem data

23/07/14 - 15h
Em vantagem, Atlético decide, hoje, Recopa contra o Lanús, da Argentina. A 98 FM vai transmitir o jogo a partir das 21h45

23/07/14 - 14h
Meteorologia acena com chance de chuva em M. Claros, domingo e terça, mas ela é improvável nesta época

23/07/14 - 13h
Brasileiros lideram ranking de horas gastas em redes sociais. Países mais desenvolvidos estão na outra ponta

23/07/14 - 12h
Avião faz pouso forçado em rodovia e 45 passageiros morrem, em ilha sob domínio de Taiwan

23/07/14 - 11h
Taffarel decidirá hoje se aceita fazer parte da comissão técnica da seleção

23/07/14 - 10h
Manchetes dos jornais: “Construtora culpa projeto por queda de viaduto em BH” - Tribunal manda INSS reduzir 100 mil benefícios até janeiro” - “Cargo de deputado no Distrito Federal é o mais cobiçado do país”

23/07/14 - 9h
TCU manda INSS revisar 106 mil benefícios por causa de pagamento duplicado

23/07/14 - 8h
Jogador brasileiro, naturalizado e casado com ucraniana, é convocado a lutar em conflito

23/07/14 - 7h
“Nova conta eleva em 2 bilhões de reais repasse para a tarifa de energia” – calcula a Folha


22/07/14 - 18h
Plano de saúde coletivo teve reajustes de até 73% em um ano – aponta Instituto de Defesa do Consumidor

22/07/14 - 17h00
Schumacher se comunica pelo movimento dos olhos e poderá usar cadeira elétrica controlada pela boca

22/07/14 - 16h
Manchetes dos jornais: “Projeção do PIB cai, e governo não prevê melhora até eleição” -“’Colchões’ de deputados guardam R$ 10 milhões” - “Internet banda larga no Brasil é 33% mais lenta que a mundial”

22/07/14 - 15h
Mínima anunciada para hoje em M.Claros era de 16 graus, mas ela desceu aos 15

22/07/14 - 14h
Banda larga no Brasil é 33% mais lenta do que a mundial. E quase 10 vezes mais devagar do que a líder, Coreia do Sul

22/07/14 - 13h
Jornal o Tempo: “Deputados mineiros guardam 10 milhões de reais debaixo do colchão”

22/07/14 - 12h
CBF oficializa retorno de Dunga ao comando da seleção brasileira

22/07/14 - 11h21
Bar Sibéria, nome que vem desde os anos 50, vai fechar suas portas na próxima semana

22/07/14 - 11h
Ladrões da moto prata levam dinheiro, celulares, capacetes e rádio comunicador de motel. Loja entrega 22 celulares sob a mira de armas

22/07/14 - 10h09
"Para os diamantinenses, era um sujeito esquisito, que passava o dia de pijama tocando violão"

22/07/14 - 10h
Para Agência Atmosférica dos EUA, 2014 teve o junho mais quente já registrado

22/07/14 - 9h
174 remédios dispensados de impostos estão 12% mais baratos, divulga o governo

22/07/14 - 8h
Rafael Ilha foi preso com armas em Foz do Iguaçu. Ex-Polegar estava com a mulher e voltava do Paraguai

22/07/14 - 7h
Escritor Ariano Suassuna, de 87 anos, sofre AVC hemorrágico e é operado. Ele está em coma e respira por aparelhos


21/07/14 - 18h
Rodada do Brasileirão é a 2ª com menos gols na história dos pontos corridos

21/07/14 - 17h
Ministério Público já contesta 1.850 candidaturas – 1.141 somente em Minas

21/07/14 - 16h
Gol de James Rodríguez contra o Uruguai é eleito o mais bonito da Copa



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização