Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 21 - sábado, 5 de dezembro de 2020

Ir para data:


Efemérides - Nelson Vianna   
69770
Por Efemérides - Nelson Vianna - 5/12/2011 09:23:41
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

5 de dezembro

1832 - Em sessão da Câmara Municipal, José Fernandes Pereira Corrêa é nomeado agente dos Correios da Vila de Montes Claros de Formigas.
1878 - Lê-se, em sessão da Câmara Municipal de Montes Claros, um ofício do Provedor da Santa Casa de Caridade desta cidade, comunicando que, a partir do dia 1.° de janeiro próximo futuro, o estabelecimento não poderá continuar a manter o contrato de fornecimento do sustento e remédios aos presos pobres da Cadeia local, em razão de terem triplicado e até quadruplicado os preços dos gêneros alimentícios.
1892 - O “Minas Gerais", desta data, nomeia uma série de Coletorias de Rendas Gerais que acabam de ser suprimidas, e dispensados os respectivos Coletores e Escrivâes. Entre as mencionadas, encontra-se a de Montes Claros, que tem como Coletor o cel. José Rodrigues Prates e Escrivão, José Fernandes Barbosa.
1908 - “A Verdade”, desta data, noticia o assentamento, na rua da Estrêla, atual avenida Cel. Partes, de um motor a vapor, máquinas de beneficiar arroz e descaroçar algodão, por iniciativa do cel. Joaquim José Costa, sendo elas as primeiras máquinas no gênero, inauguradas em Montes Claros.
1916 - Falece repentinamente Hermógenes Rodrigues Prates, filho do cel. José Rodrigues Prates e dona Constança Maria Prates.
1928 - O engenheiro João Antônio Pimenta de Carvalho assume a direção dos serviços da 20.ª Circunscrição de Obras Públicas, com sede na cidade de Montes Claros.
1941 - Pelo decreto n.° 57, é orçada a receita da Prefeitura Municipal de Montes Claros, para o exercicio de 1942, em 952:000$000 e fixada a despesa em igual quantia.
1943 - E’ celebrada a primeira missa na Catedral de Montes Claros.
1944 - E’ inaugurado o Cine Cel. Ribeiro, na praça Cel. Ribeiro, na cidade de Montes Claros. Custou cêrca de um milhão de cruzeiros e é de propriedade do cel. Filomeno Ribeiro dos Santos, tendo como gerente Mário Lunardi. Tem 21 metros de largura e capacidade para 1.200 espectadores, possuindo ainda um palco de proporções regulares, e mais dois palcos laterais. O seu nome foi escolhido por concurso e homenageia a memória do industrial Francisco Ribeiro dos Santos.
O atual proprietário do Cine Cel. Ribeiro, talvez por originalidade, costuma comemorar a data da inauguração, no dia 23 de dezembro.
1957 – E’ aberto o voluntariado aos brasileiros que satisfazerem determinadas consições para se alistarem no 10º Batalhão de Infantaria, sediado em Montes Claros.
1960 – A lei municipal m.º 506 autoriza a construção do nôvo Mercado Municipal de Montes Claros e dá outras providências.




Selecione o Cronista abaixo:
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Iara Tribuzzi
Manoel Hygino
Afonso Cláudio
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira