Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Chuvas em M. Claros,
  mês a mês,
 de 1905 a 2012
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Manoel Hygino
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Manoel Hygino)
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

10/9/2014 -"...teve até o desfile de um mendigo novo, supostamente drogado, que andou pelo centro, o quarteirão fechado da rua Simeão Ribeiro, completamente nu, exibindo-se". A crescente degradação da Praça da Matriz e vizinhança pede:

»1 - Policiamento mais rigoroso
»2 - Redefinição do uso da praça que é o marco zero da cidade
»3 - Outra reforma física
»4 - Maior empenho das autoridades no cumprimento das leis
»5 - Uma recuperação em todos os sentidos

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 


           Walter Abreu    waltermabreu@yahoo.com.br

80037
Por Walter Abreu - 1/6/2015 23:54:05
Vou falar das NOVELAS, de novo. Meses aqui a trás, escrevi o artigo "Não vejo novelas" em cujo texto justifiquei o título. A cada dia que passa repudio mais o conteúdo idiota desses programas da televisão brasileira. Nada é aproveitável. Para amenizar um pouco, estrategicamente incluem no contexto algo de interesse da sociedade, como estímulo à doação de órgãos, crianças desaparecidas, etc. Mas a mensagem central e que fica mesmo, só as tramas que induzem à destruição da família e a valorização da trapaça, da falcatrua e da bandidagem.
Imagino que uns 50%(ou mais) do espaço da mídia brasileira gira em torno desta aberração conhecida como novela. Além do tempo próprio, a TV, as revistas, os jornais, as redes sociais dedicam um precioso tempo dedicados a comentar, entrevistar e noticiar assuntos que são ligados ao tema. Não me ocupo de nada que se relacione com isso.
Porém hoje, ao ver uma manchete sobre novela, na qual o autor de Babilônia manifesta estar decepcionado com a audiência, resolvi ler para entender. Sabe a que o idiota do autor atribui a baixa audiência? Ele diz que o brasileiro é "careta e hipócrita" e por estes motivos, o grande fracasso da trama que ele escreve. Pode isto? Um pouco de humildade e menos arrogância faria bem a esse autor. Escreve uma mer........cadoria dessas e ainda ofende quem não gosta. Aposente-se. Já passou da hora.


79424
Por Walter Abreu - 8/2/2015 15:07:59
UMA NOVA ORDEM ECONÔMICA
O fim da miséria e a recuperação ambiental como motores do crescimento.

Os economistas dizem quem não há outro caminho, senão o crescimento econômico. Os ambientalistas afirmam que o planeta chegou no limite da exaustão e que não há como ter sustentabilidade no atual modelo. Os sociólogos pregam que está tudo errado, em especial na distribuição da riqueza. Quem está certo? Penso que todos estão certos e todos estão errados. Como?
Todos estão certos no diagnóstico e errados na prescrição do tratamento. Toda a discussão é ideológica e não técnica, de maneira que o egoísmo e a vaidade não permitem que os conhecimentos se complementem e surja uma solução verdadeira e sustentável. Se a forma de resolver nascer de um equilíbrio entre as opiniões, ninguém poderá alardear-se como o herói e o salvador. É inconcebível no atual modelo mental das pessoas, que as boas teorias e práticas da esquerda sejam somadas ao que há de bom no conteúdo da direita, resultando na melhoria da vida de todos.
Os pilares sociológicos, econômicos e ambientais são básicos para a propositura de uma nova ordem econômica e são perfeitamente compatíveis, desde que a sua formulação seja baseada no espírito cristão, com força na compaixão e na ética. O que importa é o resultado coletivo e não quem está no poder.
No Norte de Minas vivemos isto permanentemente. Vejamos o exemplo do problema da água, que se agrava sem uma perspectiva de solução. Há um forte embate ideológico e político sobre a viabilidade das barragens e, enquanto um lado não impõe ao outro a vitória de suas teses, a água vai acabando. Nos inúmeros encontros em que participei para debater o tema, sempre há de um lado os que defendem as pequenas barragens, e de outro os que advogam em favor das grandes. Ambas são importantes e cada uma tem a sua função. As pequenas são indispensáveis ao controle ambiental, à infiltração da água no subsolo, ao combate à erosão, à pequena irrigação e a outros fins nobres. A grande barragem é importante para a geração de energia, para o aumento da oferta de água para fins econômicos, como irrigação, turismo e piscicultura, para perenizar rios, para a segurança hídrica e alimentar e mais outros tantos benefícios. Importante frisar que os fins econômicos são também sociais.
Mais ou menos como o debate entre os que defendem a ciclovia e os que querem a ferrovia. Ambas são ótimas, mas cada uma para seu fim. Não podemos pensar em usar a ciclovia para transportar minério de ferro, muito menos a ferrovia como forma de transporte individual.
Então devemos aglutinar os nossos conhecimentos, livre da contaminação da vaidade e egoísmo, para formular uma nova ordem, que tenha foco na libertação do ser humano da miséria e da opressão, assim como em recuperação ambiental, de maneira que o planeta possa se refazer e o ser humano o habite com dignidade e felicidade.
Esse intenso debate ideológico entre esquerda e direita está fora de moda, penso. Entramos em um momento em que a disputa deverá ocorrer entre os que realmente querem o bem comum e os egoístas e desonestos, sejam eles de esquerda de centro ou de direita.


79280
Por Walter Abreu - 10/1/2015 20:07:50
NÃO VEJO NOVELAS - Não vejo novelas por que não me convém, como penso que não convém a ninguém. Como vivemos em uma democracia, onde vence a vontade da maioria, muitos assistem. Neste tema, como sou minoria em minha própria casa, no chamado “horário nobre” a televisão está sintonizada no que há de mais contrário à denominação deste intervalo de tempo. Nobre? O que há de nobre nas novelas?
Nobreza maior que a família, na minha opinião, não há. O que pregam as novelas? Tudo aquilo que é frontalmente contrário aos princípios familiares, base de uma sociedade equilibrada. A malandragem, a infidelidade conjugal, a trapaça e todo tipo de desonestidade são as principais características dos personagens.
Embora não assista, de tão pobre o enredo e a criatividade, conheço o cerne de todas, que são sempre iguais. Em todas existe uma família rica, desordenada e desestrutura, na qual os seus membros, na disputa pela riqueza e poder, negligenciam as virtudes que se sobrepõe a todos os princípios cristãos e humanos. Em outro núcleo composto por pessoas sem posses, se destacam personagens que fazem da ascensão financeira uma obsessão, cujo objetivo deve ser alcançado a qualquer preço.
Não raro a nora abandona o marido para fugir com o sogro. A moça recentemente saída da adolescência, enamora com um homem mais maduro, que ao final da trama descobre ser seu pai. Sempre, invariavelmente, o tema “exame de DNA” é citado em todos os capítulos de todas as novelas, como se as pessoas se reproduzissem aleatoriamente, sem eira nem beira. A sexualidade é totalmente banalizada, transfigurada e violentada. Aquilo que deveria ser a manifestação divina do amor, passa a ser incentivado de forma irresponsável, irracional e animal. A concupiscência passa a ser palavra de ordem. Quem não tiver o desejo intenso por prazeres materiais e sexuais, na visão dos autores de novelas, são classificados como infelizes, desatualizados e fora do mundo moderno.
Para completar a minha indignação, algumas vezes Montes Claros e o Norte de Minas foram inseridos em cenas de novelas, de formas bem pejorativas. Em uma dessas, da qual nem me lembro o nome e muito menos o autor, um personagem à procura de meios para retornar à sua cidade, usa o telefone público para ligar para a família e diz: “Estou numa cidadezinha de Minas, perto de Bocaiúva, chamada Montes Claros. Em seguida aparece uma imagem de uma construção tosca com a inscrição “Rodoviária” na testeira e o personagem embarcando em uma velho corcel da década de 70, caindo aos pedaços.
Parece-me que esta semana fomos novamente inseridos no contexto. Tomei conhecimento pelas diversas mídias, que um personagem disse “que iria voltar para Montes Claros, para comer pequi, farinha do Morro Alto, Carne de Sol e tomar suco de coquinho azedo”. Nada contra estas maravilhas de nossa culinária, mas Montes Claros, terra que amo e defendo, é muito mais que isto. Se o autor bem conhecesse nossa cidade, deveria, após enaltecer nossos comes e bebes, incluir na fala do ator: “Além de usufruir destas maravilhas, vou aproveitar do calor humano e do carinho do povo maravilhoso, voltar a estudar em uma das inúmeras faculdades de lá, ter a segurança de envelhecer em uma cidade que tem uma medicina avançada, ler os livros de Darcy Ribeiro e Cyro dos Anjos, curtir as festas de agosto, dançar catopê, ouvir Tino Gomes, a seresta de João Chaves e Beto Guedes, aprender a tocar violão no maravilhoso Conservatório de Música Lorenzo Fernandez, conhecer cidades próximas como Diamantina e Grão Mogol.
Nada contra o pequi. Muito menos contra a carne de sol. Mas nossa querida Montes Claros é muito mais que isto. Aliás hoje é sábado, um ótimo dia para um belo arroz com pequi, com farinha do Morro Alto, carne de sol, cachaça de Salinas, doce de marmelo de São João do Paraíso e suco de coquinho azedo. Mas Montes Claros é muito mais. O Norte de Minas é muito mais.


79022
Por Walter Abreu - 15/11/2014 22:15:25
A LÓGICA PERVERSA DA POLÍTICA NO NORTE DE MINAS

Podemos duvidar da capacidade de uma comunidade em gerar desenvolvimento, quando toda a energia de suas lideranças é dedicada à disputa política e eleitoral, durante todos os dias do ano. Esta é a realidade de muitos dos pequenos municípios do Norte de Minas. Pelo menos os que eu conheço bem, quase todos são exatamente assim.
Neles vigora uma lógica perversa, onde quem ganha a eleição persegue os que perderam e os que perderam sabotam e boicotam quem ganhou. Um lado procura manter-se no poder enfraquecendo a oposição, com ações detestáveis, como descontinuação de projetos que estavam dando certo, desmerecimento de iniciativas positivas, pressão sobre funcionários públicos e de lideranças que não são da corrente política no poder e todo tipo de perseguição possível.
Já quem está fora do poder procura sabotar e boicotar tudo que for de iniciativa do prefeito e sua equipe. Não se pode admitir que o outro grupo seja bem sucedido na gestão, o que, fatalmente, levaria a reeleição do adversário para continuar na direção do município. Assim sendo, melhor será que a administração seja o quanto pior, de modo que na próxima eleição não haja o que elogiar e leve à mudança de poder.
Desta forma o “Capital Social” dos pequenos municípios, praticamente deixa de existir. As associações, sindicatos, clubes e demais formas de organização da sociedade civil, tendem a não existir e quando resistem à divisão entre situação e oposição, passam a fazer parte e a servir a um lado ou a outro, e não à sociedade como um todo.
Como uma comunidade que dedica toda a sua energia no empate político, objetivando exclusivamente a retomada ou a manutenção do poder, pode produzir desenvolvimento? Não sobra tempo para falar de projetos, para propor ações, para planejar o futuro e melhorar a vida de todos. Pouco importa se ano a ano, de eleição em eleição a cidade piore ou avance lentamente na melhoria de seus indicadores sociais, econômicos e ambientais. O que interessa é derrotar o adversário, mesmo que para isto seja necessário que todos percam muito. Como naquela situação em que o piloto decide derrubar o próprio avião para matar o inimigo que está a bordo.
A disputa do poder nos pequenos municípios tem feito muito mal a todos. Tanto aos envolvidos diretamente na política, quanto aos que não participam dela. Gastos astronômicos e não declarados nas campanhas eleitorais são comumentes sucedidos por irregularidades praticadas no afã de reembolsar aos que proveram os custos da obtenção dos votos. Assim acontecem a corrupção e a ineficiência, que, somadas à apatia e a conivência da sociedade local, afundam os pequenos municípios e os condenam a evoluir tão lentamente, que muitos perdem as esperanças de usufruir, ainda na vida terrena, de uma condição mais digna.
Felizmente surgem, em alguns municípios, novas lideranças que se propõe a mudar esta situação, aliando-se a este fato a firme atuação da Polícia Federal, do Ministério Público e de algumas iniciativas da sociedade local, nos fazendo esperar melhorias e a alteração desta lógica perversa, que tanto tem prejudicado o desenvolvimento de nossa região.


78910
Por Walter Abreu - 26/10/2014 17:55:38
É, chega ao fim a batalha eleitoral de 2014. Eu que sempre gostei da política, da boa política, concluo a minha participação com uma fortíssima motivação de continuar e aprofundar a minha participação. Conheço as minhas forças e as minhas fraquezas. Sei de minhas virtudes e de meus defeitos. Como cristão, nas minhas orações, só faço a DEUS dois pedidos: Que perdoe os meus pecados e aumente a minha fé. No mais, só agradecimentos a Ele.
Todas as semanas, na missa dominical, dizemos no Ato Penitencial:
Confesso a Deus todo poderoso,
E a vós irmãos e irmãs,
Que pequei muitas vezes por pensamentos,
Palavras, atos e omissões,
Por minha culpa, minha culpa,
Minha tão grande culpa,
E peço à Virgem Maria,
Aos anjos e todos os santos,
E a vós, irmãos e irmãs,
Que rogueis por mim, a Deus,
Nosso Senhor.
Assim sendo, na política como na vida, vejamos onde pecamos, especialmente por omissão.
Lugar de gente boa e honesta é na política. De tanto cometerem erros no exercício dos cargos públicos eletivos, os bons se afastaram. Não que não existam hoje boas pessoas disputando as eleições e ocupando os cargos. Sim existem boas pessoas, mas, convenhamos, que uma grande parte deixa a desejar.
A corrupção presente, a ineficiência introduzida na cultura pública, a percepção do eleitor de que sempre foi e sempre será assim, induzem aos bons a se omitirem. Trabalhei pela eleição do Aécio e espero que daqui a pouco a apuração lhe confirme a vitória. Peço desculpas àqueles que se sentiram ofendidos pelo debate, virtual e presencial, e, ao mesmo tempo peço, tanto para quem votou em Aécio, quanto ao quem votou em Dilma: Não permitam que os ocupantes de cargos públicos mintam, roubem, corrompam, malversem, enganem, ludibriem e usem a máquina pública em beneficio próprio e em benefício do partido e de seu grupo. Que o exercício do cargo público seja a mais nobre das profissões, visto que é dos políticos que emanam as decisões que interferem na educação, na saúde, na segurança pública e em todos os demais aspectos da vida. Enfim, aos bons, conclamo que participem da política, seja filiando a um partido, seja fiscalizando, seja opinando, seja como integrante de uma associação, clube de serviço ou outra forma de organização social. Mas não pequem pela omissão.


78885
Por Walter Abreu - 15/10/2014 23:27:44
MONTES CLAROS 2030. QUE CIDADE NÓS QUEREMOS?

“Quando se navega sem destino, nenhum vento é favorável”. Assim definia o pensador Sêneca, a situação de quem não sabe o que quer ser ou para onde quer ir. Ensinamento perfeito para qualquer ser humano, alertando para a necessidade de se planejar, definir metas e criar a visão de futuro. Perfeitamente aplicável a uma empresa, uma instituição e também a uma cidade.
Onde queremos chegar? Que cidade queremos em 2030? Vamos adotar a máxima do Zeca Pagodinho, do “deixa a vida me levar?” Ou vamos definir a nossa visão de futuro e, a partir daí, planejarmos e construirmos o lugar onde queremos viver e sermos felizes? Penso que isto é melhor que aquilo.
Alguns sonham com Montes Claros enorme, com dez centenas de milhares de habitantes. Chegaram a idealizar o movimento com o nome provisório de “Montes Claros 1 milhão”. Felizmente o nome foi tão provisório quanto o movimento. Morreu antes de nascer. Melhor será viver em uma cidade com metade destes moradores, com alta qualidade de vida, com justiça social e sustentabilidade ambiental.
O norte de Minas precisa avançar de forma equilibrada, distribuindo o crescimento populacional, econômico e social por todos os municípios. Caso contrário, a sua maior cidade fará o movimento do cachorro correndo atrás do próprio rabo. Jamais alcançará o objetivo de ser um lugar ótimo para se viver. Assim precisamos definir o que queremos ser.
Para contribuir com isto nasceu em Montes Claros o CODEMC-Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Montes Claros, que tem, entre outros objetivos, a missão de contribuir para o planejamento de longo prazo para a nossa cidade. Os trabalhos do CODEMC serão estruturados em diversas Câmaras Técnicas. Meio Ambiente, Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico, Saúde, Educação, Mobilidade e Planejamento Urbano, Orçamentária e Tributária e Segurança. Estas serão as permanentes, podendo ser criadas câmaras temporárias, de acordo com a necessidade e oportunidade do tema.
No próximo dia 27 de outubro, estaremos reunindo os apaixonados por Montes Claros, às 19:00 horas, na sede da OAB, para instituição das diversas Câmaras. Construir um planejamento e definir os rumos a seguir não pode e não deve ser responsabilidade só do poder público. Vamos participar. Não é necessário ser convidado oficialmente. Basta ser apaixonado por nossa Terra.


78827
Por Walter Abreu - 11/10/2014 23:57:17
Boa noite leitores do Mural. Fiquei muito surpreso quando um amigo me ligou dizendo que eu passei a ser listado como "colunista" do montesclaros.com ; Que honra figurar ao lado de D. Yvone Silveira, Luiz de Paula, Petronio Braz, Paulo Narciso, Ucho Ribeiro, Wanderlino Arruda, Manoel Hygino, Dário Cotrin, Genival Tourinho e tantos outros. Vou me esforçar para, periodicamente, comparecer a este espaço escrevendo, porque lendo, sou frequente. Parabéns ao montesclaros.com por este espaço tão democrático.


78753
Por Walter Abreu - 6/10/2014 09:21:04
Parabéns à nova Deputada Federal Raquel Muniz. Que Deus a abençoe na difícil tarefa de lutar, como a única representante do Norte de Minas no Congresso Nacional.Além dela poderíamos ter eleito mais uns quatro deputados. A região tem mais de 1 milhão de votos. Nesta eleição a nossa região repete o erro das outras edições, votando em candidatos que não tem compromissos com esta parte do Estado.Estes votos fizeram muita falta aos candidatos locais. Caberá a nós, agora chorando sobre o leite derramado, cobrar daqueles que, embora não sejam daqui, levaram os votos de nosso povo. Vamos divulgar a votação de cada um dos eleitos e manter uma vigilância permanente. Com relação à Raquel Muniz, tenho certeza que irá nos surpreender, colocando a força da mulher norte mineira a serviço de um mandato inovador e transformador. Competência e capacidade de trabalho não lhe faltam. Os desafios são muitos, à começar pela difícil convivência com o clima semi árido, cada dia mais penoso. Aí vem os problemas da saúde e educação, segurança pública, geração de trabalho e renda e meio ambiente, entre tantos outros. Com certeza irá desenvolver um grande trabalho. Boa sorte.


78739
Por Walter Abreu - 4/10/2014 00:20:00
AS LIÇÕES DOS ANOS DE SECA.

Dar a mão à palmatória significa reconhecer o erro e se penitenciar. Quero dizer que admito a minha ignorância ecológica quando não dava atenção às advertências dos ambientalistas. Especialmente quando alertavam para as ameaças, que surgiam ao longe, ao abastecimento de água para os diversos usos.
Os últimos três anos, secos como há muito não se via, mostram-nos que o alerta daqueles que chamávamos de “ecochatos”, é absolutamente procedente. Eles nos diziam que deveríamos nos preocupar com os nossos netos, que o ser humano teria que mudar os hábitos de vida, que o padrão de consumo das pessoas afetaria a sustentabilidade do planeta e outras afirmações que soavam demasiadamente alarmistas e sem nenhum sentido prático. Para muitos de nós não passava de uma chatice de jovens recém saídos das universidades, dos cursos de biologia principalmente, quando ainda não existiam os cursos de engenharia ambiental. Ou daqueles que, por puro modismo, se auto nomeavam “ambientalistas”.
Pois é. Três décadas atrás, eu solteiro e sem filhos, me preocupar com os meus netos? Não era muito sensato perder tempo com um futuro tão distante, pensava eu. Preocupar? Como a própria palavra diz: PRÉ-OCUPAR, é se ocupar previamente, com algo que pode nem acontecer. Que engano.
O desenvolvimento econômico sem sustentabilidade está levando o mundo a uma situação muito complexa. Estamos vivendo um momento marcante, no qual somos intimados a começar a grande virada ambiental. A falada mudança de hábitos, no passado considerada “neurose de pessoas sem o que fazer”, hoje é uma necessidade urgente, urgentíssima. Padrões de consumo estabelecidos pelo mundo capitalista e pelas diversas mídias, colocaram na cabeça das pessoas que felicidade é sinônimo de posses materiais. Se realizar como pessoa é ter o carro mais bonito e possante que o do seu vizinho, é vestir a marca tal e ser cliente da loja mais badalada? Estes conceitos nos levaram a um momento complicado.
Quem poderia imaginar o Rio São Francisco secando? Gente a situação é muito grave.É gravíssima. Os mais otimistas podem até afirmar que se trata de evento cíclico, que já aconteceu no passado. Mas hoje a situação é outra. Meu avô materno, o grande Francisco Guimarães Moreira, conhecido como Chico Moreira, primo de Guimarães Rosa, narrava aos netos que em 1928, se não me falha a memória, atravessara o rio da Velhas, montado na mula Falua, com água que não chegava a molhar a capa da sela. Só que, àquela época, a natureza não estava ferida de morte e tinha a sua capacidade de recuperação. E hoje?
Hoje cabe a nós a grande mobilização para a recuperação ambiental, usando tudo que construímos explorando a natureza, devolvendo a ela aquilo que lhe pertence. O desenvolvimento tecnológico, o poder econômico e todo o conhecimento humano devem ser disponibilizados, numa grande cruzada ecológica para nos salvar, salvando o planeta.
Proponho que Montes Claros chame a atenção e seja exemplo para o país, promovendo uma grande recuperação das sub bacias que compõe o sistema do Rio São Francisco. Se assim o fizermos e o nosso resultado inspirar outros municípios a fazer o mesmo, poderemos, talvez em três décadas, recuperar o “Velho Chico”, salvando-nos de uma catástrofe.
Quando o assunto é água, posso dizer que o problema aproximou de nós muito rapidamente. Faço uma cronologia, lembrando que em 1980 não me preocupava com os netos, que em 1.990 passei a me preocupar com filhos, que em 2.000 passei a me preocupar comigo e que agora já me preocupa a minha mãe, que já passou dos 80 anos e poderá vivenciar a falta d’água. É a natureza nos cobrando a conta. E vamos ter que pagar.




Selecione o Cronista abaixo:
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Manoel Hygino
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Manoel Hygino)
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 



Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Clique e acesse nosso Twitter
Siga o montesclaros.com


Últimas Notícias

18/06/18 - 18h
Fifa abre processo contra México por gritos homofóbicos de sua torcida no jogo contra a Alemanha

18/06/18 - 17h
Começam os saques das cotas do PIS/Pasep para cotistas de 57 a 59 anos

18/06/18 - 16h25
Mudança na estratégia da PM no N. de Minas: "... receberão espaços territoriais específicos (setores) para que possam identificar demandas, planejar ações direcionadas e contribuir para o fortalecimento da sensação de segurança..."

18/06/18 - 16h
Divulgado o resultado do Sisu do 2º semestre. Selecionados deverão se matricular entre 22 e 28 de junho

18/06/18 - 15h
Estado norte-americano, gelado, busca brasileiros para trabalhar lá. Ajuda de custo chega a 38 mil reais

18/06/18 - 14h01
Bélgica derrota o Panamá por 3 a 0 e Inglaterra estreia contra a Tunísia. São os jogos de hoje

18/06/18 - 14h
Jogador da Suíça diz que Neymar “cai muito”

18/06/18 - 13h
Manchetes dos jornais: “Brasil tropeça com gol contra da arbitragem”- “Sem reforma e com gasto em alta, cresce risco de paralisia” - “Tabelar frete é ilegal e estimula formação de cartel, diz Cade”

18/06/18 - 12h
Bancos vão funcionar, na próxima sexta-feira, das 13 às 17 horas, para jogo do Brasil e Costa Rica às 9h

18/06/18 - 11h
Com intervenção do árbitro de vídeo, Suécia vence a Coreia por 1 a 0

18/06/18 - 10h11
M. Claros volta à Presidência da República, hoje. Em abril, viagem de Maia e Eunício, para não se tornarem inelegíveis, pode ter custado 90 mil

18/06/18 - 10h
4 noites mais longas do ano, até quinta-feira, podem registrar até 12 graus nas madrugadas de M. Claros; hoje, mínima foi de 14

18/06/18 - 9h
Para a Fifa, foi correta a arbitragem do jogo entre Brasil e Suíça

18/06/18 - 8h
Tite evita usar erro como justificativa para empate e lamenta ansiedade da seleção na estreia

18/06/18 - 7h
5º dia da Copa tem estreias da favorita Bélgica, da renovada Inglaterra, da Suécia e da Tunísia


16/06/18 - 18h
Altura mostra que Gabriel Jesus é o atacante mais baixo da seleção, numa Copa, desde Romário

16/06/18 - 17h
Revista britânica prevê que Brasil vencerá a Copa da Rússia

16/06/18 - 16h
Atlético confirma contratação do meia uruguaio David Terans por 5 anos

16/06/18 - 15h
Jogadas de bola parada da Suíça preocupam a seleção. Jogo será às 15 horas deste domingo

16/06/18 - 14h
Estado Islâmico promete "massacre, como nunca visto" contra a Copa, na Rússia. Lobo solitário é risco real

16/06/18 - 13h
Manchetes dos jornais: “Brasil perde com disputa comercial de EUA e China” - “Guerra comercial entre EUA e China assombra mercados” - “Drones entram na marcação contra ataques de invasores”

16/06/18 - 12h01
Argentina não passa do empate, de 1 a 1, contra a Islândia, virgem em Copas. Goleiro estudou, por 4 anos, e defendeu pênalti de Messi

16/06/18 - 12h
M. Claros teve frio de 13 graus entre 5 e 6h de hoje. Mínima pode se repetir segunda

16/06/18 - 11h
Rapaz de 22 anos que morreu em São Paulo por choque de celular teve 9 paradas cardíacas

16/06/18 - 10h
Mega-Sena segue sem ganhador e pode pagar 30 milhões de reais neste sábado. (Ninguém ganhou com os números 08, 31, 32, 33, 38 e 50)

16/06/18 - 9h
Franca vence Austrália por 2 a 1. Árbitro de vídeo ajudou na marcação de pênaltis

16/06/18 - 8h
Parte do funcionalismo público estadual de Minas poderá receber o salário em até 4 parcelas, neste mês de Junho

16/06/18 - 7h
Copa tem, hoje, a estreia da Argentina, França, Croácia e Peru


15/06/18 - 18h
Jogadores do Cruzeiro ganham folga de 10 dias e, depois, farão amistosos contra o Corinthians

15/06/18 - 17h
Atlético se dispõe a pagar clube espanhol e encaminha contratação do atacante Denílson, de 22 anos

15/06/18 - 16h44
Cristiano Ronaldo faz o terceiro gol contra a Espanha e empata para Portugal, a poucos minutos do final do jogo mais emocionante até agora

15/06/18 - 16h
500 vagas na Polícia Federal, para delegado, perito, agente, escrivão e papiloscopista, todos com curso superior. Inscrições entre 19 de junho e 2 de julho

15/06/18 - 15h
PIS/Pasep: trabalhador que esperar até agosto receberá valor maior

15/06/18 - 14h
Também nos instantes finais, Irã faz 1 a 0 sobre o Marrocos

15/06/18 - 13h59
Previsão é de temperaturas entre 11 e 29 graus nos próximos dias, em M. Claros

15/06/18 - 13h
Em dia de jogo contra a Espanha, Cristiano Ronaldo fecha acordo com o fisco Espanhol e fica livre de processos e prisão

15/06/18 - 12h
Manchetes dos jornais: “Banco Central intervém e gasta US$ 5 bi, mas dólar vai a R$ 3,80”- “PCC comanda quase 1.500 homens em Minas” - “Supremo veta condução coercitiva de investigados”

15/06/18 - 11h
Uruguai vence o Egito por 1 a 0, nos momentos finais do jogo. Copa ainda terá, hoje às 3 horas, Espanha e Portugal

15/06/18 - 10h
Cortina de fumaça impede roubo a banco em Várzea da Palma. Em S. Francisco, funcionários se abrigam no banheiro

15/06/18 - 9h
Uruguai aposta no ataque para vencer o Egito, agora de manhã, pelo Grupo A da Copa

15/06/18 - 8h
Prazo para inscrição no Sisu termina hoje. Até ontem, mais de 330 mil se inscreveram

15/06/18 - 7h
Copa tem hoje Espanha e Portugal (15h), Egito e Uruguai (9h) e Marrocos e Irã (12h)


14/06/18 - 20h
Ministro suspende todas as ações judiciais contra tabelamento do frete. Assunto deve ser decidido pelo STF

14/06/18 - 19h36
Por 6 votos a 5, Supremo Tribunal decide que condução coercitiva para interrogatório é inconstitucional

14/06/18 - 18h
Raposa nega proposta por Arrascaeta e quer mantê-lo no elenco até dezembro

14/06/18 - 17h
Deputada pede que russas evitem sexo com estrangeiros durante a Copa para não se tornarem mães solteiras de mestiços

14/06/18 - 16h
Confirmadas as sedes da copa América 2019: BH, São Paulo, Rio, Porto Alegre e Salvador

14/06/18 - 15h
Cruzeiro termina 1ª fase do Brasileirão estacionado em 8º lugar

14/06/18 - 14h
Por 5 a 0, Rússia vence a Arábia Saudita, na maior goleada em aberturas desde 1954. Pelo mesmo grupo, Uruguai e Egito jogarão amanhã

14/06/18 - 13h53
Por mais 8 dias, noites ainda deverão crescer. 13, 11, 13 e 14 graus de frio nas próximas madrugadas, em M. Claros

14/06/18 - 13h
Atlético assegura vice-liderança do Brasileirão na parada da Copa do Mundo

14/06/18 - 12h
Manchetes dos jornais: “Justiça limita a 5,72% alta de plano de saúde individual” - “Como a alta dos juros nos Estados Unidos pressiona o Brasil”- “Grana do PIS já poderá ser sacada a partir de segunda”

14/06/18 - 11h
Jogo entre Rússia e Arábia - dentro de uma hora - será o 1º a ter recurso de vídeo em uma Copa

14/06/18 - 10h
Decisão judicial que limita reajuste de planos de saúde é provisória. Aumento deve ser divulgado nos próximos dias

14/06/18 - 9h
Copa do Mundo começará daqui a pouco, às 11h15m, com cerimônia simples e rápida, e terá participação de Ronaldo

14/06/18 - 8h
Ministro do Supremo dá 48 horas para Temer e órgãos do governo explicarem medida provisória sobre fretes

14/06/18 - 7h
Prorrogada pela segunda vez, até 22 de junho, vacinação contra gripe. Crianças e grupo de 50 a 59 anos devem ser atendidos


13/06/18 - 18h
Raposa deve ter várias mudanças hoje, contra o Paraná, pela 12ª rodada do Brasileirão

13/06/18 - 17h
Atlético fará amistoso contra seleção sub-20 do Brasil durante a Copa do Mundo

13/06/18 - 16h
Custo alto faz diminuir número de rádios brasileiras que transmitirão a Copa do Mundo

13/06/18 - 15h
Cruzeiro desfalcado enfrentará vice-lanterna, hoje, para voltar a vencer no Brasileirão

13/06/18 - 14h
Liberado o saque do Fundo PIS/Pasep para todas as idades, a partir de segunda-feira

13/06/18 - 13h
Temperatura deve variar dos 14 aos 29 graus em M. Claros, neste Dia de Santo Antônio (que não é italiano, mas português, de Lisboa)

13/06/18 - 12h
Manchetes dos jornais: “Decisão do STF tira foro privilegiado de ministro” - “Ministro só será julgado no STF por crime no exercício do cargo” - “Kim e Trump fecham acordo histórico, mas vago e incerto”

13/06/18 - 11h
Atlético precisa vencer o Ceará, hoje, para reassumir vice-liderança do Brasileirão

13/06/18 - 10h
Advogados de Anitta conseguem suspensão de bloqueio de 2,8 milhões de reais

13/06/18 - 9h07
“O mercado das drogas não foi afetado pela recente greve dos caminhoneiros. Não tenho conhecimento de qualquer tipo de prejuízo a ele causado, donde se pode talvez concluir que ele é mais forte do que os demais. Banana e batata faltaram...”

13/06/18 - 9h
EUA, México e Canadá derrotam Marrocos e vão sediar a Copa do Mundo de 2026

13/06/18 -8h
Trave do 7 a 1, no Mineirão, segue para a Alemanha. Pedaços da rede serão vendidos a 312 reais

13/06/18 - 7h
Greve dos caminhoneiros custou 15 bilhões de reais e pode derrubar 0,2% de toda a economia


12/06/18 - 18h
Seleção francesa tem elenco mais caro da Copa da Rússia. Brasil aparece em 3º

12/06/18 - 17h
Débitos de veículos com finais de placas de 1 a 5 devem ser pagos até 30 de junho

12/06/18 - 16h
Conmebol confirma que final única da Libertadores ocorrerá em 23 de novembro

12/06/18 - 15h
Instituto Federal do N. de Minas e Unimontes anunciam 827 vagas pelo Sisu

12/06/18 - 14h
Zagueiro Leonardo Silva tem lesão confirmada e desfalcará o Atlético contra o Ceará

12/06/18 - 13h41
"No local havia um policial militar, em trajes civis, que, ao ser abordado, entregou os objetos"

12/06/18 - 13h38
"...passou a gritar pedindo socorro e se posicionou sobre o corpo visando estancar o sangramento. Diante dos fatos, a mulher foi presa e (...) e o corpo foi liberado para a funerária"

12/06/18 - 13h
Trump decreta o fim dos exercícios militares dos EUA com a Coreia do Sul

12/06/18 - 12h
Patrimônio Histórico abre concurso com 411 vagas e salários de até 5.356 reais. Inscrições entre 18 de junho a 9 de julho

12/06/18 - 11h
Temperatura em M. Claros deverá cair dos 30 graus para 24, entre sábado e domingo. Semana que vem, toda ela, deverá ser mais fria



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização