Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - domingo, 24 de janeiro de 2021

"Novo Cangaço", fortemente armado, tomou a cidade de Criciúma, uma semana depois de impor o terror em Araraquara, S. Paulo. "Poder de guerra", resumiu ex-governador

Terça 01/12/20 - 6h23


Criciúma, importante cidade do sul de Santa Catarina, foi vítima de ataque do "novo cangaço" nesta madrugada.
TIROTEIOS
Homens fortemente armados tomaram as ruas do centro e intensos tiroteios foram registrados.
QUARTEL
A quadrilha também atacou a fachada do prédio do batalhão, com tiros, e colocou fogo em um caminhão, na porta do quartel.
S. PAULO
Umm policial foi baleado. Há uma semana, a cidade da Araraquara, em S. Paulo, sofreu ataque semelhante.
REFORÇO
Os policiais orientaram os moradores a permanecerem em casa durante a madrugada e foi solicitado o reforço de outras cidades e da capital, Florianópolis.
METADE
Criciúma tem metade da população de M. Claros, cerca de 217 mil habitantes, e está a 203 km de Florianópolis, a capital.
COMBOIO
Toda a polícia de Santa Catarina está mobilizada para prender o grupo, que deixou a cidade em comboio.
TREINADOS
O prefeito resumiu as horas de terror:
- Depois que eles estão indo embora, a polícia e a inteligência estão indo atrás para recuperar o dinheiro e prendendo esses marginais, que são marginais preparados, capacitados, muito bem treinados, porque nós aqui, no Estado de Santa Catarina, notoriamente, no município de Criciúma, nós nunca tivemos algo parecido.
FONTE
Fonte da polícia fez o balanço:
- A mobilização dos criminosos nesta madrugada é algo inédito no estado, pelo tamanho da ação. Já temos absoluta certeza que se trata de uma ação planejada com vários meses de antecedência.
VINDOS
A polícia suspeita que a ação tenha sido planejada por criminosos vindos de São Paulo.
GUERRA
O senador Esperidião Amin, que foi governador de Santa Catarina, disse que a ação foi "coisa grande", operação de guerra:
- A ação mostra um potencial bélico dessa quadrilha. Pela primeira vez, senti um poder de guerra, não de banditismo. Banditismo é outro nível, outra coisa. O que aconteceu foi um negócio assustador”.