Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - domingo, 3 de julho de 2022

Ir para data:


Efemérides - Nelson Vianna   
68134
Por Efemérides - Nelson Vianna - 3/7/2011 09:20:00
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

3 de julho

1857 - Pela lei provincial n.° 802, a Vila de Montes Claros de ?rrmigas é elevada à categoria de Cidade, com a denorinação de Montes Claros:
“O Doutor Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, Oficial da Ordem da Rosa, Vice-Presidente da Província de Minas Geraes:
Faço saber a todos os seus habitantes que a Assemléia Legislativa Provincial Decretou e eu Sanccionei a Lei seguinte:
Art. 1.º — Fica elevada a cathegoria de Cidade a Villa de Montes Claros de Formigas com a denominação de Cidade de Montes Claros.
Art. 2.° — São revogadas as disposições em contrário.
Mando, portanto a todas as autoridades á quem o cohecimento, e execução da referida Lei pertencer, que a cumprão e fação cumprir tão inteiramente como nela se contêm.
O Secretario desta Província a faça imprimir, publicar e correr. Dada no Palacio da Presídencia da Província de Minas Geraes aos tres do mes de julho do anno de Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oitocentos e cincoenta e sete, trigesimo sexto da rependencia e do Imperio.
(L. S.) Joaquim Delfino Ribeiro da Luz.
Fortunato Carlos Meirelies a fez.
Sellada na Secretaria da Presidencia da Provincia aos 10 de julho de 1857.
Manoel da Costa Fonseca.
Registrada a f. 99v.º do Livro 4.° de registro de Leis e Resoluções da Assembléia Legislativa Provinciail.
Secretaria da Presidencia da Província de Minas Geraes 8 de julho de 1857.
Candido Theodoro de Oliveira.
Nesta Secretaria da Presidencia foi publicada a presente Lei aos 27 de julho de 1857.
Rodrigo José Ferreira Bretas.”
1917 -— João Freire Versiani é empossado no cargo de Escrivão Privativo dos Processos e Execuções Criminais do Têrmo de Montes Claros.
1920 — A “Gazeta do Norte”, desta data, noticia que foi escolhido o local onde deve ser construído o edifício da Cadeia e Forum da cidade de Montes Claros: na esquina da rua 7 de Setembro, hoje Camilo Prates, com a rua Dom João Pimenta. A construção do referido edifício foi arrematada pelo cap. José Augusto de Castro, pela quantia de 87:120$300.
1925 — Falece o major Antônio Prates Sobrinho. Nasceu em Montes Claros, a 25 de novembro de 1872, filho do prof. José Rodrigues Prates Júnior e dona Luísa Antoniana Chaves e Prates. Concluído o curso primário, matriculou-se na Escola Normal de Montes Claros, diplomando-se em 1889. Seguindo para Ouro Prêto, rnatriculou-se no Colégio Mineiro, interrompendo o curso por motivo de saúde. Regressando a Montes Claros, ocupou a cadeira de Geometria da Escola Norrnal. Foi Promotor de Justiça interino e exerceu vários outros cargos, como o de Escrivão de órfãos, Coletor Municipal, Delegado de Polícia, por várias vêzes Oficial de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, da qual foi Secretário, elegendo-se também vereador em várias legislaturas. Por ocasião do recenseamento da República, desempenhou as funções de Agente Especial, em diversas zonas do Estado. Foi Diretor e Redator-Chefe do “Montes Claros”. Exerceu a advocacia não só na Comarca de Montes como nas de São Francisco, Curvelo, Grão Mogol, Belo Horizonte e outras. Era casado com dona Januária Lafetá Prates.
1935 - Falece Augusto Patrício da Silveira, filho do cap. Olegário Silveira e dona Maria Augusta Silveira. Era Contador e Partidor da Comarca de Montes Claros. e Partidor da Comarca de Montes Claros.
1941 – Em viagem de experiência, descem no Aeroporto de Montes Claros vários funcionários da Emprêsa da navegação aérea Panair: E. Blotner, chefe, de operações Panair; Coriolano Luiz Tenan, pilôto-comandante;
Oswaldo Scharp, pilôto-radiotelegrafista; tenente Azevedo. da aeronáutica civil, e Comandante Otávio Machado, Fiscal do Estado junto à Panair. O percurso Belo Horizonte-Montes Claros foi coberto em uma hora e quinze minutos.
1957 - Comemora-se, nesta cidade, o centenário da elevação da Vila de Montes Claros de Formigas à categoria de Cidade de Montes Claros.
Às 4 horas, alvorada pela centenária banda de música Euterpe Montesclarense, estando também presente, executando dobrados e marchas, a banda do Batalhão Militar de Belo Horizonte. Às 7 horas, missa campal no largo da Matriz; às 8,30 horas, sessão cívica na Câmara Municipal, com a presença do dr. Bias Fortes, Governador do Estado; às 10 horas, recepção ao dr.. Juscelino Kubitschek de Oliveira, no Aeroporto local; às 11 horas, inauguração do Colégio São José, dos Irmãos Maristas, no bairro Roxo Verde; às 15 horas, inauguração do Parque da Exposição Agro-Pecuária; às 8,30 horas, encerramento do Congresso do Algodão; inauguração da Exposição de Trabalhos Religiosos que Irmãs do Colégio Imaculada Conceição, de Montes Claros, organizaram, sob a direção do padre Paulo Emílio Pimenta de Carvalho; às 21 horas, queima de fogos artifício; às 22 horas, baile de gala nos salões do Clube Montes Claros, coroação da Rainha do Algodão e bailes populares.
1958 José Comissário Fontes toma posse do cargo de Presidente do Rotary Clube de Montes Claros, para o período de1958 - 1959.




Selecione o Cronista abaixo:
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Iara Tribuzzi
Manoel Hygino
Afonso Cláudio
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Isaías Caldeira Brant
Isaías Caldeira Veloso
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira